CHINA            

Caminhões estão transportando cães secretamente para o Festival de Yulin

           
Foto:  NoToDogMeat (cortesia)

Pequenos caminhões estão sendo usados ​​para transportar cães para o cruel festival de carne de cachorro de Yulin, na China, planejado ilegalmente para o final de junho. Embora as autoridades municipais estabeleçam regras para proibir o festival, ele ainda está acontecendo.

Ativistas pararam um caminhão e resgataram cães aprisionados que tinham como destino o consumo humano. A organização NoToDogMeat está usando brechas legais para ajudar os cães a fugir dessa prática prejudicial. Os caminhões que não possuem a documentação exigida geralmente entregam os cães à instituição de caridade animal.

Julia de Cadenet, CEO da NoToDogMeat, espera que a legislação seja levada a sério. “Até agora os caminhões eram pequenos, o que nos diz que eles estão tentando esconder o fato de que os cães estão sendo transportados. As autoridades de Yulin deixaram claro que o abate de animais vivos agora é ilegal e que as pessoas enfrentarão multas pesadas. Estamos pedindo a eles que façam cumprir esta nova lei com urgência. Todos os nossos relatórios irão para o Ministério da Agricultura da China, que declarou que os cães são amigos e não comida”.

De acordo com a Humane Society International (HSI), mais de 30 milhões de cães são mortos anualmente na Ásia por sua carne. Os cães estão sendo massacrados em Yulin agora, incluindo filhotes .

O Yulin Dog Meat Festival está programado para começar em 21 de junho de 2021, o que resultará na matança de milhares de cães. Muitos são animais perdidos retirados da rua e até animais domésticos sequestrados. Esses pobres cães são torturados, privados de comida e água e, eventualmente, mortos para serem vendidos como comida. Eles sofrem em caminhões lotados e insalubres, depois são aprisionados em gaiolas e matadouros por dias antes do festival.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo