CRUELDADE            

Mais de 20 cães são mortos por envenenamento em menos de 24h em vilarejo na Bahia

Um homem, apontado como suspeito pela vizinhança, foi levado à delegacia para prestar depoimento            
Foto: Freepik

Mais de 20 cachorros morreram após serem envenenados no vilarejo Novo Paraná, situado a cerca de 32 km da cidade de Luís Eduardo Magalhães, na Bahia. Todos os casos foram registrados em menos de 24 horas.

O envenenamento em massa dos animais causou indignação na comunidade local, que apontou um homem como suspeito de executar os crimes.

Na opinião da estudante Aline Silva, é necessário pôr fim aos envenenamentos de animais no vilarejo. Segundo ela, esses crimes são frequentes na região.

“O povo é acostumado a fazer e deixar por isso mesmo. Só que chegou em um limite que a gente tem que botar um basta nisso, em um lugar tão pequeno [como esse] aqui”, relatou a estudante ao G1.

A matança de animais e a impunidade gerada pela falta de punição aos agressores também preocupou a vereadora de Luís Eduardo Magalhães, Sandra Regina, que prometeu tomar providências.

“A gente está averiguando todos os fatos, porque queremos o esclarecimento e o porquê de fazer tanta maldade com esses animais”, disse a parlamentar.

Moradores da região acionaram a Guarda Civil Municipal (GCM) e denunciaram os crimes. Questionados pelos guardas, a maior parte dos tutores de animais que vivem no vilarejo apontaram o mesmo homem como o possível autor dos envenenamentos.

Procurado pelas autoridades, o suspeito foi levado à delegacia para prestar depoimento, assim como foi feito com testemunhas do caso. Aos policiais, o homem negou ser o responsável pela matança. Após dar explicações, ele foi liberado.

De acordo com o delegado Leonardo Mendes, que está à frente das investigações, outra onda de envenenamentos de animais foi registrada há algum tempo na região.

“Existe uma situação que aconteceu há um tempo atrás, onde também foram envenenados vários animais, mais especificamente cachorros, e a maioria da comunidade aponta no sentido de que este cidadão aqui apresentado é o autor também desse fato. Por isso, a minha decisão de fazer o flagrante”, concluiu o delegado.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo