VEGANISMO

Mercado de proteína de ervilha cresce como alternativa à carne

           
Foto: Pixabay

De acordo com um relatório da Global Market Insights concluído no final de maio, o mercado de proteína de ervilha está crescendo com o aumento da demanda por alternativas à carne.

Estima-se que até 2027 o mercado gere uma receita equivalente a R$ 1,63 bilhão, com taxa de crescimento anual composta de 14%.

A proteína de ervilha já é um dos principais ingredientes na produção de novas carnes vegetais, e isso porque na versão texturizada aproxima-se das versões mais tradicionais em relação à textura.

“A proteína texturizada da ervilha oferece melhores níveis de lisina e glutamina do que outras proteínas vegetais, o que tem estimulado sua maior adoção em relação a outras alternativas vegetais”, destaca a GMI.

E outra vantagem citada no relatório é que a proteína texturizada é mais barata do que a carne, e é apontada como fonte ecologicamente correta e uma opção sustentável de proteína.

A utilização da proteína de ervilha cresce na produção de outros alimentos à base de vegetais, não somente de alternativas à carne, mas também pela sua capacidade de otimizar os valores proteicos dos produtos.

“Mudanças na preferência do consumidor por alimentos e bebidas à base de vegetais provavelmente aumentarão a demanda”, conclui a Global Market insights.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo