ALERTA

Ação humana ameaça sobrevivência dos tubarões-frade

           
Foto: Martin Prochazkacz | Shutter Stock

Os tubarões não têm a melhor reputação entre os humanos, embora os humanos matem muito mais tubarões a cada ano do que os tubarões matam humanos. Na mídia e, consequentemente, na imaginação de muitas pessoas, os tubarões são animais implacáveis ​​que matam alguém se tiverem a chance. A verdade é que os tubarões têm muito mais medo dos humanos do que as pessoas podem imaginar. Além disso, alguns tubarões nem mesmo têm os dentes grandes e pontiagudos que deixam os humanos com tanto medo deles.

Os tubarões-frade, que podem ter até doze metros de comprimento, são o segundo maior peixe depois dos tubarões-baleia. Apesar de seu tamanho intimidante, esses tubarões são inofensivos para os humanos. Sua principal fonte de alimento é o plâncton, que pegam nadando perto da superfície com a boca aberta.

Infelizmente, esses animais incríveis estão atualmente listados como ameaçados de extinção na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). Embora existam muitas proteções atualmente em vigor para tubarões-frade, nem sempre foi esse o caso. Eles costumavam ser pesadamente caçados por seu óleo de fígado, barbatanas e carne.

A Irlanda, um lugar com cerca de 20% da população mundial de tubarões-frade, não tem nenhuma proteção para as espécies ameaçadas de extinção em sua legislação. Felizmente, tudo isso pode mudar, já que os social-democratas estão pedindo que a Lei da Vida Selvagem inclua uma cláusula contra intencionalmente ferir tubarões-frade.

Simon Berrow, um executivo do Irish Whale and Dolphin Group, apoia esforços para proteger legalmente os tubarões-frade. Berrow também comentou sobre como até mesmo a curiosidade humana sem má intenção pode prejudicar a espécie: “Simplesmente chegar muito perto desses animais, levar um barco muito perto deles, tentar tocá-los, nadar com eles os perturba e para o seu comportamento natural.” Por causa do longo período de gestação , é crucial que esses tubarões consigam acasalar sem interrupções.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo