AVANÇO

Reino Unido anuncia fim das exportações de animais vivos

Foto: Divulgação

O Reino Unido anunciou na última quarta-feira (12) que proibirá a exportação de animais vivos para criação, engorda e consumo humano. A decisão faz parte de uma série de medidas que visem reforçar o compromisso dos países constituintes da nação insular com o bem-estar animal. Após deixar a União Europeia, o Reino Unido apresentará o novo projeto de lei da Senciência Animal hoje (13).

Além de abolir a exportação de animais, também será proibido a produção e comercialização de foie gras e a microchipagem obrigatória de animais para impedir sequestros e tráfico de animais domésticos, crime cujos índices são alarmantes. Há ainda outros pontos a serem examinados, como a importação de troféus de caça de animais em extinção e exportação de barbatanas de tubarão.

Dor e sofrimento

Os navios utilizados para o transporte de animais vivos são, geralmente, embarcações em péssimo estado adaptadas para este fim. Elas não visam nenhum conforto ou se adequam a qualquer norma de bem-estar. Não há acompanhamento veterinário e os animais são tratados como uma carga comum, sem nenhum tipo de cuidado. Quando morrem, estes tem seus corpos atirados em alto-mar junto com as fezes e urina, o que impacta negativamente o meio ambiente.

Além de sofrerem maus-tratos e serem mantidos em condições degradantes e humilhantes, ficam vulneráveis a uma série de doenças. A exportação de animais vivos para consumo humano precisa ter fim. Não é seguro, é antiético e inflige grande sofrimento a estes seres indefesos, sencientes e que, assim como nós, merecem ser livres e respeitados.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo