CRIME            

Abandono de animais dispara durante a pandemia em Vitorino (PR)

Muitos tutores abandonam seus animais ao perceberem que terão mais gastos com eles, especialmente durante esse período de crise econômica            

 

Foto: Pixabay

O município de Vitorino, no interior do Paraná, registrou um aumento no número de animais abandonados durante a pandemia de coronavírus.

Muitos tutores abandonam seus animais ao perceberem que terão mais gastos com eles, especialmente durante esse período de crise econômica.

Casos de filhotes abandonados por tutores que não impediram que suas cadelas engravidassem, de cães e gatos deixados nas ruas após serem atropelados ou adoecerem têm sido cada vez mais comuns na cidade.

Presidente da Associação de Protetores de Animais de Vitorino (Apavi), Denise conta que a situação dos animais piorou bastante no município. “O pessoal mais carente tem muitos animais que não tem castração e ai vem crias e aumenta a população de animais. Eles [os tutores] não conseguem alimentar esses animais e largam na rua”, lamentou a ativista ao conceder entrevista ao portal Diário do Sudeste.

Por não dispor de um abrigo para acolher os animais resgatados, a ONG os encaminha para lares temporários, onde eles permanecem até que sejam adotados.

Para se manter, a Apavi depende de doações e do interesse da população em adotar os animais resgatados. Para colaborar com doando R$ 10 ou mais por mês ou ainda para adotar um dos cães e gatos mantidos pela instituição basta entrar em contato com Denise pelo número (46) 99117-3230.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo