COMPAIXÃO            

Família acolhe cadela grávida durante tempestade e a ajuda a dar à luz

           
Foto: Aubrey Morgan

A cadelinha Magnolia, carinhosamente chamada de Maggie, foi encontrada vagando pelas ruas de Fredericksburg, no Texas. Grávida e sozinha, ela não sobreviveria às baixas temperaturas que o estado norte-americano está enfrentando. Ao conhecer a história da cadela, a organização Hill Country SPCA fez algumas conexões e conseguiu um lar temporário para Maggie, para que ela não corresse o risco de dar à luz nas ruas e sofrer de hipotermia.

Aubrey Morgan nunca tinha cuidado de uma cadela grávida, mas estava disposta a oferecer toda atenção e cuidados que a cadelinha precisava. Os dois filhos de Aubrey também ficaram animados com a chegada da cadelinha. Todos estavam muito ansiosos para ver os bebês nascerem. “Uma coisa que li foi a importância de os cachorros ficarem aquecidos depois de nascerem. Se não estiverem aquecidos, não conseguem digerir a comida e começam a desvanecer”, disse

Foto: Aubrey Morgan

A cadelinha era monitorada durante todo o tempo e quando chegou o momento das contrações, a casa de Aubrey sofreu uma queda de energia de elétrica durante a tempestade e sem o aquecedor funcionando, a família entrou em pânico. A família Morgan aqueceu água no fogão e umedeceu toalhas para manter Magnolia confortável, mas isso não era o suficiente. A temperatura estava -1 ºC e os bebês começaram a nascer naturalmente, estavam sentindo muito frio.

O marido de Aubrey teve uma ideia para manter a cadela e os bebês aquecidos. Ele ligou o carro e usou o aquecedor do veículo. Maggie e os filhotes ficaram dentro do automóvel ligado por 12 horas. Nesse meio tempo, a família Morgan conseguiu encontrar um gerador e aquecer parte da residência novamente e a reacomodar a cadela, que deu à luz a sete bebês: Daisy, Poppy, Ash, Rosie, Dahlia, Clover e Aster.

Foto: Aubrey Morgan

Maggie está sendo uma excelente mãe e cuida muito bem dos seus bebês. Ela e os filhotes estão disponíveis para adoção. Enquanto não encontram um lar definitivo, eles ficarão seguros e felizes em seu lar temporário recebendo carinho, amor e cuidados dos Morgans.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo