INSTINTO MATERNO            

Cadela adota filhotes de porco órfãos: ‘cuida como se tivessem nascido dela’

A cadela deu à luz a dois filhotes há duas semanas. Pouco tempo depois, uma das porcas que vive na fazenda também teve filhotes, mas não sobreviveu ao parto            
Foto: Angelina Carvalho/Arquivo pessoal

Uma cadela adotou oito filhotes de porco que ficaram órfãos após a mãe morrer no parto e passou a amamentá-los. O instinto materno de Pantera surpreendeu a manicure Angelina Carvalho Barbosa Moreira, que é tutora dos animais e mora em uma propriedade rural no município de Faina, no estado de Goiás.

“Eu não imaginava que ela cuidaria deles assim. O que mais me impressiona é que, antes disso, ela era super arisca com outros animais, mas agora, ela é bem mais calminha. Tanto que ela cuida dos porquinhos como se tivessem nascido dela”, contou a manicure de 34 anos ao G1.

Pantera deu à luz a dois filhotes há duas semanas. Pouco tempo depois, uma das porcas que vive na fazenda também teve filhotes, mas não sobreviveu ao parto. Órfãos, os filhotes foram acolhidos pela cadela.

Foto: Angelina Carvalho/Arquivo pessoal

“Ela realmente virou a mãe deles. Assim que eles nasceram e a porca morreu, eu os peguei e coloquei em uma caixa dentro de casa. No primeiro momento, ela deu só uma cheirada e saiu, mas, logo depois, voltou e começou a amamentá-los”, disse.

A médica veterinária Lorraine Oliveira Marais Prieto explicou que é comum que animais adotem filhotes de uma espécie diferente. “É o instinto materno mesmo. Acontece muito entre cães e gatos porque são animais domésticos mais comuns. Nesses casos, nós só orientamos que é necessário ficar de olho se esse leite está sendo suficiente ou se não será necessário complementar essa alimentação, mas não tem nenhum prejuízo ao filhote nem à mãe”, concluiu.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo