Funcionário público agride cachorro até a morte em Pará de Minas (MG)

Foto: Polícia Militar/Divulgação

Um servidor público do município de Pará de Minas (MG), que não teve a identidade revelada, usou uma barra de ferro para agredir um cachorro. O animal não resistiu aos ferimentos e morreu.

Funcionário do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), o homem iniciou as agressões após ser mordido pelo animal, que avançou nele por se sentir inseguro e ameaçado. Desde a última quinta-feira (20), o agressor está afastado do cargo.

O cachorro, que tinha tutor, havia sido levado ao local para ser submetido a um exame de leishmaniose. Caso desse negativo, ele retornaria para casa no mesmo dia.

Vários golpes foram desferidos contra a cabeça do animal. Por conta do crime, o funcionário do CCZ foi multado em mais de R$ 1 mil e responderá por maus-tratos a animais.

Um laudo feito pelo veterinário do Centro de Zoonoses confirmou os maus-tratos. O documento foi anexado à ocorrência, registrada pelas polícias Militar e de Meio Ambiente. Até o momento, o tutor do animal não fez nenhuma denúncia.

Em nota, a Prefeitura de Pará de Minas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informou que o agressor foi afastado do cargo e que um processo administrativo foi instaurado.

“Em razão do ano ser de eleições municipais, não é possível demiti-lo imediatamente por questões da própria Justiça Eleitoral. Enquanto isso, boletins de ocorrências nas Polícias Militar e Ambiental foram lavrados e ele, em breve, deve responder pelo crime”, diz o comunicado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo