Quarentena: alterações de rotina dos tutores afeta comportamento de cães e gatos

           
Pixabay

As recomendações de isolamento social impostas pela pandemia do coronavírus estão reconfigurando as rotinas de trabalho de pessoas em todo o mundo. Muitas empresas estão aderindo ao teletrabalho, o famoso home office, e tutores de cães e gatos estão ficando muito mais tempo em casa do que seus animais domésticos estão acostumados. Especialistas em comportamento animal destacam que novas rotinas requerem novos cuidados.

Não há dúvida que cães e gatos ficam muito felizes por terem seus tutores e pessoas amadas por perto, mas alterações bruscas de rotina podem deixar os animais confusos e estressados. Laurie Santos, do Canine Cognition Center, da Universidade de Yale, afirma que desequilíbrio emocional dos tutores durante a quarentena também é prejudicial para os animais. “Acho que a coisa mais estressante para os cães é assistir seus responsáveis e tutores ​​sentirem tanto estresse e ansiedade”, diz a pesquisadora.

Ela aponta ainda que cães estão muito conectados com seus tutores e precisam maior atenção durante esse período. Como brincadeiras e interações durante pequenos intervalos ao longo do dia e que essa prática traz benefícios tanto para os animais como seres humanos. “Há evidências de que os cães estão sintonizados com nossas emoções, então acho que os cães perceberão o fato de que estamos nos sentindo muito ansiosos e assustados hoje em dia”, aponta.

E completa: ” Apenas acariciar um cachorro pode reduzir nossos hormônios do estresse, e estar perto dele pode melhorar nosso humor negativo. Então, acho que eles são realmente capazes de nos trazer muitos benefícios nesse período estressante”, salienta Santos, que sugere também pequenas caminhadas em espaços seguros e higienizados. Os animais precisam sentir amor e segurança, pois não conseguem compreender a dimensão da crise atual.

Enquanto para tutores de cães há soluções mais simples, tutores de gatos terão desafios para driblar a quarentena. A pesquisadora Kristyn Vitale, do Laboratório de Interação Humano-Animal da Universidade Estadual do Oregon, nos Estados Unidos, afirma que o período de quarentena está comprovando que “a importância da interação social na vida dos gatos foi subestimada”. Ela afirma que gatos valorizam a companhia humana tanto quanto cães, ao contrário da crença popular infundada.

Apesar de serem animais mais independentes e nunca abandonarem parte de seu DNA selvagem, gatos buscando formas de aproveitarem a presença dos tutores para usarem seu charme irresistível para ganharem mais atenção. Vitale afirma que isso é manifestado de diversas formas, como interromper as atividades dos tutores passeando pelo teclado, miando enquanto o tutor fala ao telefone ou até mesmo tentando “participar” de videoconferências.

Gatos são gatos e ninguém pode lhes dizer o que fazer, mas Vitale conta que há truques que podem ser utilizados, como comprar uma torre ou arranhador para distraí-lo ou até confeccionar novos brinquedos com materiais encontrados em casa. Uma alterativa é encher uma garrafa pet com petiscos e fazer pequenos furos para estimular o gatinho a retirá-los. Ele se diverte, deixa o tutor trabalhar e ainda ganha uma recompensa. Gostaram?

Confira abaixo algumas ideias de brinquedos caseiros:


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo