França autoriza quebra da quarentena para adotar animais sem lar

           
Pixabay

A França está tomando medidas duras para conter a disseminação do coronavírus no país. Para sair de casa, é preciso ter uma autorização contendo nome, endereço, estado de saúde e motivo para estar na rua. São permitidos deslocamentos apenas para realizar compras essenciais, ir ao médico, ao trabalho ou auxilar uma pessoa da família em situação de necessidade.

No entanto, atendendo a pedidos de organizações de defesa e proteção dos animais, o governo autorizará a partir da próxima quinta-feira (16), que a população também possa se deslocar para ir a abrigos de animais adotar cães e gatos que estão à espera de um lar. O anúncio foi feito pelo ministro do Interior, Christophe Castaner, que considera os animais vítimas indiretas da pandemia.

Interessados em adotar um animal durante a quarentena precisarão entrar em contato com a ONG, abrigo ou centro de adoção e marcar data e horário para visita. Quando sair de casa para ir buscar o animal, é importante levar uma autorização informando o motivo junto com informações probatórias sobre a adoção.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo