Vida selvagem no Reino Unido está mudando devido às alterações climáticas

           

Por Rafaela Damasceno

Um estudo descobriu que há cerca de 55 novas espécies no Reino Unido. Desde 2008, os animais vêm buscando novos habitats adequados, já que seus antigos lares estão se tornando inabitáveis.

Uma garça-vermelha sobrevoando um lago
Garça-vermelha, uma das espécies que mudou de região | Foto: Shutterstock / Wang LiQiang

Muitos migram para o norte em busca de lugares mais frios, devido ao aquecimento global que torna suas casas mais quentes. Algumas das aves do Reino Unido estão sendo forçadas a se digerirem a regiões totalmente diferentes do que estão acostumadas, por causa das mudanças climáticas e das migrações de espécies estrangeiras, que afetam toda a cadeia alimentar do ecossistema.

Um total de 54 animais, marinhos e terrestres, migraram em torno do Reino Unido desde 2008, de acordo com uma pesquisa realizada pela Sociedade de Zoologia de Londres.

O estudo analisou relatórios ambientais do governo do Reino Unido e 111 artigos científicos para saber quais espécies estavam migrando devido ao aumento da temperatura. Os pesquisadores também vasculharam as redes sociais em busca de termos como “espécie incomum” e “primeiro aparecimento”, para descobrir em que lugares dos países as pessoas postaram fotos de espécies consideradas incomuns na região.

16 das 54 espécies foram consideradas negativas para o novo ambiente. Em contrapartida, foi concluído que 11 terão impacto positivo de alguma forma.

A principal pesquisadora do Instituto de Zoologia da ZSL disse que o Reino Unido não está preparado para a mudança dessas espécies.

“A falta de uma plataforma nacional integrada dedicada a rastrear e comunicar sobre as espécies deslocadas não nos permite ter total noção dos impactos ecológicos, econômicos e sociais que isso causará”, declarou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo