Austrália declara oficialmente a extinção de mamífero devido às mudanças climáticas

           

A triste notícia faz do Bramble Cay Melomys o primeiro mamífero a ter sido exterminado como resultado da mudança climática provocada pelo homem.

O roedor parecido com um rato, cujo único habitat conhecido era uma pequena ilha de areia no extremo norte da Austrália, não é visto há uma década.

Pesquisadores de Queensland disseram que a extinção foi “quase certamente” devido à repetida inundação oceânica do Cay, uma ilha de baixa altitude em um recife de corais – na última década, que resultou em perda dramática de habitat. As informações são do Daily Mail.

O Ministério do Meio Ambiente da Austrália disse na última terça-feira (19) que transferiu oficialmente o animal para a lista dos extintos.

A declaração era esperada. Os pesquisadores completaram uma ampla pesquisa em 2014, em uma tentativa de rastrear as espécies, mas não encontraram vestígios.

Dados disponíveis sobre o aumento do nível do mar e eventos climáticos na região do Estreito de Torres apontam para a mudança climática induzida pelo homem, sendo a causa da perda da Bramble Cay melomys, segundo um estudo divulgado em 2016.

O Melomys rubicola, considerado a única espécie endêmica de mamíferos da Grande Barreira de Corais, foi descoberto pela primeira vez no Cay em 1845 por europeus que atiravam nos roedores por “esporte”.

 

 

 

 

 

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo