Fazenda de crocodilos abandona animais à própria sorte em praia após falir

Uma fazenda localizada na Cisjordânia israelense, depois de fracassar em seu empreendimento, está tentando ‘se livrar’ de centenas de crocodilos que mantinham em cativeiro. Para sanar o problema, eles resolveram simplesmente abandonar os répteis à própria sorte em um ponto remoto no Vale do Jordão.

Depois de várias fugas relatadas, cada vez mais os moradores e visitantes da região alimentam os seus temores de que podem ser surpreendidos por um crocodilo a qualquer momento.

Reprodução | The Daily Mail

Os animais foram trazidos para o assentamento de Petzael em meados da década de 1990 como atração turística. Mas devido à violência entre israelenses e palestinos, os visitantes acabaram indo embora, e isso motivou a compra dos crocodilos pelo empresário Gadi Biton, que esperava vendê-los por sua pele.

O fracasso veio depois que Israel aprovou a lei em 2012 – que definiu o crocodilo como um animal protegido e proibiu expressamente a criação desta espécie para venda como carne ou mercadoria. Mesmo com a proibição, o empresário não desistiu. Várias tentativas de vendê-las no exterior falharam.

“Nós nos encontramos com centenas de crocodilos nesta fazenda e não sabemos o que fazer com eles”, relatou David Elhayani, chefe do Conselho Regional do Vale do Jordão, em entrevista ao jornal The Daily Mail. Estes animais podem viver até os 70 anos, e estão se reproduzindo, com números que devem crescer para milhares nos próximos anos.

“Não quero pensar no que acontecerá se um crocodilo conseguir escapar e alcançar o rio Jordão. Teremos um incidente internacional”, disse Elhayani. “Talvez então alguém se mova e encontre uma solução rápida para esse problema”, ele conclui.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo