Crocodilo explorado em apresentação de zoo morde braço de treinador na frente da plateia

           

Um treinador de crocodilos de 45 anos chamado Tao, estava realizando uma apresentação no zoológico de Phokkathara, em Chiang Rai, norte da Tailândia, na frente de cerca de 100 pessoas na tarde de domingo. Tudo corria como o planejado, até que o animal – mantido sob o estresse constante do enclausuramento e sendo forçado a agir de maneira antinatural para entreter o público – acabou mordendo a sua mão.

A mordida não foi gratuita: o animal se protegia no momento, já que Tao havia colocado o braço dentro da boca do crocodilo. Foi quando ele alcançou as mandíbulas do animal, enquanto outro treinador olhava com ansiedade, que Tao olhou para o público e disse ao locutor para parar a música. O réptil repentinamente apertou o antebraço do homem e o sacudiu violentamente de um lado para o outro.

Reprodução | The Daily Mail

A plateia pode ouvir um grito agonizante vindo do treinador, antes que ele conseguisse se libertar e, cambaleante, se dirigisse para longe, com o sangue pingando nos azulejos molhados. Todo o incidente foi capturado na câmera por Khun Phusawit, 35, que estava visitando a Fazenda de Crocodilos de Phokkathara e o zoológico com sua esposa Nok e seus dois filhos.

“O show foi muito bom até que isso aconteceu. Espero que o homem esteja bem e melhore logo”, disse ele em entrevista ao jornal britânico The Daily Mail. “Eu assisti o clipe repetidas vezes para ver como isso aconteceu e o crocodilo parece não gostar de ter a mão em sua boca”, observou.

Reprodução | The Daily Mail

Dong Wittawat, o dono do parque de crocodilos, disse na segunda-feira que o treinador que foi mordido foi tratado na fazenda e está ‘bem’. “Ele ama crocodilos e ele estará trabalhando novamente em breve nas próximas duas semanas. É muito raro que isso aconteça”, comenta. A fazenda de crocodilos de Phokkathara abriga dezenas de diferentes tipos de animais e oferece um show ao vivo para os visitantes.

É importante observar que o simples fato de manter o animal enclausurado já é uma causa de estresse, que pode trazer consequências para a saúde mental do crocodilo, em conjunto com grandes perigos para as pessoas ao seu redor. Animais selvagens não devem ser explorados em apresentações, tampouco mantidos em locais muitas vezes pequenos e insalubres.

Casos como este são um exemplo de todos os males envolvidos em zoológicos e outros estabelecimentos que exploram animais para entretenimento de pessoas. Geralmente as apresentações, que duram cerca de poucos minutos ou horas para quem assiste, custa a estes seres uma vida inteira de sofrimento constantes.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo