Pônei explorado como ‘unicórnio’ em festa desmaia três vezes durante evento

           

Fotos publicadas no Facebook da norte-americana Sarah Vowell Hewson chamaram a atenção para um problema muito comum, mas pouco abordado pelas pessoas: as “festas de unicórnio”, cada vez mais populares nos EUA.

A princípio, pode soar como algo inofensivo. Pôneis fantasiados de unicórnio, soltos em um campo enquanto crianças interagem, acariciam e brincam com eles. Mas as imagens de Hewson ofereceram um outro ponto de vista sobre o evento, que aconteceu em Littleton, no estado do Colorado.

Pônei não aguenta e desmaia três vezes durante festa (Reprodução)

Os animais eram mantidos diretamente sob o sol quente,e não descansavam durante o dia inteiro. Sempre havia uma longa fila e os donos de empresas, de acordo com a própria moça, “optavam pelo lucro em vez dos cavalos”. Ao que tudo indica, eles também não tiveram acesso à água até às 16h30, quando alguém exigiu que fosse oferecida a eles.

Em determinado ponto da festa, um dos animais – um filhote de apenas seis semanas de vida – desmaiou por causa do calor excessivo, bem na frente da multidão de crianças. A situação se repetiu por mais duas vezes, mas os responsáveis disseram que aquilo era “normal” e ninguém deveria se preocupar.

Sarah fala que também ficou horrorizada porque as crianças receberam pincéis e tintas, e podiam fazer desenhos e pinturas nos animais. “Assistir as crianças desenharem nos pôneis – bem, pode ter havido uma época anos atrás em que eu teria pensado: eu não amo isso, mas eu acho que isso não machuca o cavalo se as crianças forem monitoradas e não sejam muito rudes, e se a tinta não for feita de algo realmente prejudicial”, escreveu Hewson. “Mas agora, vendo cada animal como um indivíduo que enfrenta todos os tipos de opressão que nos dão licença para fazer coisas horríveis com eles, eu odeio toda essa objetificação”, completou.

Reprodução | One Green Planet

Como imaginado por Sarah, enquanto ela tirava fotos e perguntava sobre a condição dos animais, os proprietários da companhia de eventos não se mostravam preocupados com os pôneis.

O que irritou profundamente todos eles foi o fato de ter alguém se intrometendo nos negócios. Tanto que, de acordo com o relato, eles disseram em certa altura que, caso ela não parasse de fotografar e questionar tanto, eles iriam acusá-la de obstrução de negócios.

Casos como esse mostram que qualquer tipo de exploração de animais para entretenimento, mesmo que a princípio vistos como inofensivos, podem causar muitos danos aos animais – chegando, em casos extremos, até mesmo à morte.

Pôneis não são unicórnios, muitos menos são objetos ou brinquedos para crianças. Eles devem ser tratados com respeito e cuidado – assim como qualquer outra espécie.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo