Em clima de copa do mundo: conheça fundador do primeiro time de futebol vegano

           

Uma série de documentários produzidos pela iniciativa “World Meat-Free Week”, chamada de “Protectors of the Planet”, conta histórias de pessoas que passam grande parte de sua vida se dedicando a, de alguma maneira, ter ações que impactam positivamente o mundo e os animais.

Dale Vince é protagonista de um deles. Dono de uma companhia elétrica chama Ecotricity, ele dedica toda a sua vida a viver de maneira sustentável. Mas o que faz dele parte essencial dessa série de documentários é outra característica.

Além de empreendedor, Vince é também presidente do time de futebol inglês Forest Green Rovers – o primeiro time vegano do mundo. Junto com Chris Smith, fã de carteirinha dos Forests, eles contam a narrativa do clube sob o ponto de vista do presidente e de um fã, respectivamente.

Nos estádios em que o time joga, nada inclui crueldade animal, e o impacto ambiental é reduzido: a comida é vegana, a água para regar gramado é reciclada, a pintura tem origem natural e a energia é solar.

Ao longo do documentário, é possível perceber o quanto a ideia de introduzir o veganismo aos ideais apoiados pelo time gerou impactos positivos e uma mudança de mentalidade nos fãs do esporte.

Chris Smith conta que, ao acompanhar o time e ter contato com essas iniciativas, adotou um estilo de vida 100% vegano. Hoje ele só consegue listar coisas boas que aconteceram em sua vida a partir da mudança, como uma melhoria em sua saúde de uma maneira geral.

Divulgação

Futebol e os impactos na sociedade

Em época de Copa do Mundo, o debate sobre a influência do esporte na vida das pessoas é essencial. Na Europa, é muito comum que clubes, principalmente de quarta divisão, tenham posturas políticas muito explícitas, e sejam responsáveis por reais mudanças sociais.

Um caso conhecido é o do alemão St. Pauli que tem postura abertamente antifascista e luta por maneiras de manter o esporte acessível às camadas mais baixas da sociedade.

Iniciativas como ambos os times são de grande importância e têm grande impacto social, além de ambiental. Que mais Forest Green Rovers surjam, e cada vez mais o estilo de vida vegano, livre de qualquer crueldade com os animais, seja difundido pelo mundo. Todo lugar é espaço de militância.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo