Canguru morre após ser atingido com tijolos em zoo na China

           

Um canguru de 12 anos de idade foi morto e outro de cinco anos ficou ferido após visitantes de um zoológico no sudeste da China atirarem tijolos contra os animais, em tentativa de fazer os animais reagirem.

Conforme informações da mídia local, pedaços de concreto foram jogados em direção aos animais no fim de fevereiro deste ano, no Zoológico de Fuzhou, província de Fujian.

Um canguru foi morto e outro ferido em zoo na China após visitantes atirarem tijolos nos animais. (Foto: Twycross Zoo)
Um canguru foi morto e outro ferido em zoo na China após visitantes atirarem tijolos nos animais. (Foto: Twycross Zoo)

Os grandes mamíferos marsupiais, após a agressão, receberam atendimento veterinário, de acordo com o New Straits Times. O canguru mais velho, fêmea, morreu dias depois, e a causa da morte, de acordo com o relatório veterinário, foi o rim rompido do animal devido a um projétil – no caso, o tijolo atirado. No relatório, constavam também fotos de um dos pés do animal esmagado pelos tijolos.

O marsupial mais jovem foi ferido de forma semelhante, mas sobreviveu após tratamento.

No zoológico de Fuzhou, é comum que os visitantes provoquem os marsupiais australianos em busca de entretenimento, para que os cangurus exibam seus saltos realizados por suas fortes pernas traseiras.

Não foi divulgado pelo zoológico se os culpados pela morte e agressão dos animais foram localizados, identificados ou punidos. O zoo apenas divulgou que procuraria instalar câmeras de segurança para evitar que os visitantes voltassem a machucar os animais cativos.

Locais que mantém animais em cativeiro na China são conhecidos por regulamentação e segurança precários, comumente noticiados, tanto por condições de maus-tratos e crueldade dos animais cativos quanto por violências realizadas por visitantes de zoológicos ou parques que exploram animais.

A noção dos direitos animais na China não é praticada e exaltada pela sociedade, já que o país oriental acumula exemplos de maldades – além das tradicionais – cometidas por vários estabelecimentos de exploração animal.

Recentemente, tigres mataram um jumento em Jiangsu, em um zoológico cujos investidores liberaram os animais em consequência de uma disputa comercial relacionada ao estabelecimento. Meses antes, um visitante de um zoo em Ningbo foi morto por tigres após ter invadido o recinto dos animais.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo