União Europeia prepara lei para proibir plásticos descartáveis

           

Frans Timmermans, primeiro vice-presidente da Comissão Europeia, fez o comentário depois que o ministro britânico do Meio Ambiente Michael Gove sugeriu que a permanência na UE dificultaria a criação de leis ambientais pelo Reino Unido, como a proibição de canudos de plástico.

Foto: ThingLink

Gove disse que ser membro da UE significa que existem “alguns passos que podemos querer dar ambientalmente que ainda não podemos”.

Mais tarde, Timmerman enviou uma mensagem para Gove no Twitter: “Um passo a sua frente. A legislação da UE sobre plásticos descartáveis virá antes do verão. Talvez você possa se alinhar conosco?” Ele incluiu vários hashtags.

“Os canudos de plástico são uma calamidade. Eles são apenas um exemplo dos modos pelos quais poluímos os oceanos e prejudicamos a fauna marinha. Quero fazer tudo o que pudermos para restringir a utilização de canudos de plástico e, no momento, estamos explorando se podemos proibi-los”, disse Gove à Sky News.

Talvez o político conservador não tenha pensado na Escócia, que é parte do Reino Unido e da UE. Após anunciar planos para proibir cotonetes, o governo escocês também anunciou o objetivo de proibir os canudos de plástico até 2019, informa o Ecowatch.

Timmermans disse em uma conferência em Bruxelas que há “trabalho urgente a fazer” para diminuir o consumo de plástico em face da decisão da China de limitar as importações de resíduos plásticos.

Ele adicionou que a estratégia da UE em envolve trabalhar com as empresas para acabar com os plásticos e “encontrar maneiras de reutilizar e reciclar mais plástico e evitar vazamentos de microfiltros”.

A nova legislação da UE para cortar os resíduos plásticos seria aplicada no Reino Unido até que a Brexit seja totalmente implementado, segundo a Reuters.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo