Bilionário Michael Bloomberg doa US$ 15 milhões para combater mudanças climáticas

           

“O dinheiro apoiaria as operações da Convenção sobre Mudanças Climáticas da Secretaria Executiva da ONU, incluindo seu trabalho para ajudar os países a implementar seus compromissos no âmbito do Acordo de Paris de 2015 sobre as mudanças climáticas”, declarou a Bloomberg Philanthropies.

Michael Bloomberg
Foto: Reprodução/Phys

“Os americanos não estão se afastando do Acordo Climático de Paris. Simplesmente o contrário – estamos indo em frente”, disse Michael Bloomberg.

De acordo com o Phys, as filantropias de Bloomberg, em parceria com outras pessoas, devem compensar o financiamento de cerca de US$ 15 milhões que a Secretaria do Clima da ONU perderá de Washington.

“Os americanos irão honrar e cumprir o Acordo de Paris e não há nada que Washington possa fazer para nos impedir”, acrescentou Bloomberg.

Bloomberg tem 75 anos e foi prefeito de Nova York entre 2002 e 2013. Ele é considerado a oitava pessoa mais rica do mundo pela revista Forbes. Além disso, é o Enviado Especial das Nações Unidas para Cidades e Mudanças Climáticas.

Trump disse que visa acabar com todo o apoio aos esforços da ONU no que se refere às mudanças climáticas, eliminando a contribuição dos EUA para a UNFCCC, o órgão de negociação do clima da ONU.

Bloomberg afirmou que os prefeitos, governadores e líderes empresariais “de ambos os partidos políticos estão assinando uma declaração de apoio que enviaremos à ONU – e juntos, atingiremos os objetivos de diminuição de emissões que os EUA se comprometeram em Paris em 2015.”

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo