Cadela que vivia acorrentada mastiga a própria pata

           
uma cadela mix de pit bull branca deitada escondendo parte da patinha que foi mastigada
Tutor de cadela foi assassinado e animal permaneceu preso por 5 anos | Foto: Reprodução Youtube

A cadela Treya traz consigo um triste passado: ela vivia acorrentada e presa no subsolo de uma casa nos Estados Unidos desde a morte de seu tutor, há cinco anos. Deprimida e em completo desespero, a cachorrinha mastigou a própria pata para se libertar.

A organização protetora dos animais, Stray Rescue of St. Louis, responsável pelo resgate da cadela Treya recebeu informações que desde que o tutor foi morto, o animal era alimentado pelos vizinhos.

Cientes da situação do animal, os vizinhos afirmavam ter receio de soltá-la com medo de ataque a crianças. Treya, que vivia em condições precárias, estava tão desesperada para se ver livre das correntes que acabou comendo a própria pata.

Só foi possível localizar a cadela através de um comunicado emitido por moradores da região. Quando resgatada, a cadela foi levada para um abrigo que cuida de animais. Desde então, ela recebe tratamento contra os vermes. Atualmente, o animal está vivendo em uma casa provisória e espera abrigo de alguém interessado em adotá-la.

Desde 1998, a missão da Stray Rescue of St. Louis é conduzir o caminho para tornar St. Louis uma cidade compassiva e solidária onde cada animal doméstico tenha saúde, conforto e afeto. A morte induzida não é realizada pela Stray Rescue.

A instituição foi fundada por Randy Grim em 1998, que depois passou anos resgatando cães abandonados e vítimas de maus-tratos ​​nas ruas. A organização acredita que “Cada animal é um indivíduo e deve ser tratado como tal. Qualquer animal que tenha a coragem de sobreviver aos horrores e perigos da vida nas ruas merece uma chance de saúde, conforto, amor e felicidade. Nós enfrentamos diversos desafios para restaurar cada animal resgatado para a saúde – tanto mentalmente e fisicamente – antes de ajudá-los a encontrar uma casa” diz um trecho da página da instituição.

 

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo