Após 9 meses longe, cão sequestrado reencontra seus tutores em Caxias do Sul (RS)

           

Por Sophia Portes | Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

O pug Edgar voltou para sua família 9 meses depois de ser roubado (Foto: Franciele Abreu/Arquivo pessoal)

O cão Edgar, da raça pug, foi recuperado após ter sido levado por assaltantes e ter passado nove meses longe de casa. Felizmente, o cãozinho voltou para a sua família em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. A Polícia Civil conseguiu encontrar Edgar através de uma denúncia anônima.

A tutora, Franciele Abreu, 30 anos, disse que o animal foi levado no dia 20 de julho do ano passado, quando sua casa foi invadida. “Quando eu cheguei com meu esposo e as crianças, estava tudo revirado, quebrado, sujo. Eles levaram nossos eletrônicos e percebi que levaram o Edgar também, que não estava na área de serviço”, relembra ela.

Após registrarem um boletim de ocorrência, a família distribuiu fotos de Edgar nas ruas e nas redes sociais, na tentativa de reencontrá-lo. “Eu nunca perdi a esperança, nunca desisti de encontrá-lo”, conta Franciele.

Segundo a tutora, esta não é a primeira vez que o animal é sequestrado. Em 2015, o animal foi levado do pátio de casa. “Estávamos em obra e, por descuido, ele acabou ficou do lado de fora. Mas em uma semana a gente recuperou ele, estava aqui pela vizinhança mesmo”, conta.

Edgar com seu novo companheiro Cadu, da raça shih-tzu (Foto: Franciele Abreu/Arquivo pessoal)

Em outubro do ano passado, enquanto os familiares continuavam em busca de Edgar, Franciele ganhou um shih-tzu de presente, chamado Cadu. Agora, com a chegada de Edgar a família está toda reunida novamente.

“O meu pequeno perguntava como seria quando o Ed voltasse das férias. Todos nós acreditávamos que ele ia voltar um dia”, afirma a guardiã.

Na sexta-feira passada (28), Franciele recebeu uma mensagem anônima de uma pessoa dizendo que teria visto Edgar em Ana Rech, região do interior de Caxias do Sul. Ela levou a informação aos agentes da Polícia Civil, que conseguiram um mandado de busca, cumprido na quarta-feira (03), graças ao boletim de ocorrência registrado no ano passado.

“Era um condomínio de casas e o cachorro estava sob a guarda de um casal. Estava muito bem cuidado, bem de saúde”, descreve a delegada Thaís Norah Sartori Postiglione.

Segundo a Postiglione, o casal ainda irá prestar depoimento. De acordo com eles, o pug teria sido presente de um tio a eles.

A tutora Franciele imediatamente reconheceu seu cãozinho. “Era impossível não ver que era ele, com as patinhas branquinhas. Foi muito emocionante. Ele correu quando me viu, me lambeu toda, não saiu do meu colo”.

O casal ainda será investigado pela Polícia Civil para descobrir se fizeram parte do roubo ou se realmente não sabiam da origem do animal.

Edgar agora voltou para os braços de sua tutora (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo