Crivella troca Sepda por secretaria política

           

Por Helena Novaes

prefeitura do rio e sepda
O futuro prefeito trocou a Sepda por uma secretaria política | Foto: Divulgação / Helena Novaes

A polêmica sobre o fim da Secretaria de Animais do RJ continua. Agora descobriu-se a verdadeira razão: o prefeito eleito optou pela extinção da Sepda e criou em seu lugar a Secretaria de Relações Institucionais, com objetivo de cumprir acordo político com o PTN, partido que o apoiou politicamente na eleição.

Pai de ex-secretário será o titular

Recentemente um ex-secretário da Sepda gravou um vídeo na rede social Facebook defendendo a extinção da Secretaria e procurando passar tranquilidade para as protetoras da causa animal prometendo hospital, farmácia popular e o famigerado castramóvel, que nunca saiu do papel. Todos estranharam a atitude do recém eleito vereador até porque ele sempre dizia o tempo todo que era protetor de animais. Agora a trama foi descoberta: seu pai, o deputado conhecido como “o do chapéu “, que comanda o PTN no RJ, será o titular da nova pasta, que aliás não servirá para nada, apenas para novo cabide de empregos.

Manobra Política

Como o Projeto de extinção da Sepda terá de ter a aprovação dos Vereadores, este senhor já está na verdade, preparando os corações e as desculpas pois terá de votar favoravelmente à extinção para garantir seu pai no poder da nova secretaria que terá mais cargos e menos responsabilidade.

Política e não economia

Cai por terra o discurso de economia da Prefeitura e a verdade surge à tona, apresentando aos eleitores do Rio mais um acordo espúrio de toma lá e dá cá. Só que desta vez envolvendo inocentes.

Retrocesso na causa

Com a extinção da Sepda e sua transformação em Sub-secretaria ou Coordenadoria, muitos projetos em andamento serão prejudicados, como o Bicho Rio e as castrações gratuitas, pois o orçamento já pequeno será ainda mais reduzido. A conversa para enganar o povo da Proteção de que vai ser reduzida mas será ótimo para os animais não “cola”, pois se fosse para ampliar os programas não se reduziria o status da Secretaria e além do mais, tal afirmação é inclusive um desrespeito a todos que lutam pelos animais, creditando uma inteligência mínima a estas pessoas.

Mortes e abandono

Especialistas afirmam que o número de animais abandonados aumentará no RJ.
Espera-se o aumento de doenças e mortes, que são evitadas com as castrações gratuitas, que de acordo com a nova regra, fundada no acordo político, serão reduzidas.

E assim se faz política no Rio. Mais uma vez sacrificando os animais.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo