Primatóloga Jane Goodall denuncia fazendas de carne de cachorro na Coreia

           

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/HumaneSociety
Reprodução/HumaneSociety

É a época mais quente do ano na Coreia do Sul, o que significa que aproximadamente um milhão de cães estão sendo mortos porque as pessoas acreditam equivocadamente que beber sopa destes animais – chamada “Bok Nal” provoca um resfriamento no sangue.

Por isso, a renomada primatóloga e amante de animais Jane Goodall fez uma declaração em vídeo em nome dos cães que não podem se defender, segundo o The Dodo.

“Sempre tive um grande amor por cães”, disse Goodall em um vídeo exibido durante uma conferência de ativistas com o propósito de acabar com a matança destes animais.

A conferência foi organizada pelo grupo Defensores dos Direitos Animais da Coreia (KARA) e ocorreu no dia 5 de agosto enquanto a Bok Nal tem sido produzida no país.

“Quando eu era criança, eu tinha um relacionamento com [um cão] que me ensinou tanto sobre o comportamento animal”, explicou Goodall.

“Eles foram domesticados e têm sido os melhores amigos dos homens por, provavelmente, 15 mil anos ou há mais tempo. Os cães fizeram muito por nós. Guardaram os nossos pertences, as pessoas, guiaram cegos, ajudaram as crianças autistas a lerem e muito mais”, completou.

Infelizmente, o brutal comércio de carne de cachorro permanece na região e é um meio de subsistência de agricultores. Estima-se que existam 17 mil fazendas de carne de cachorro na Coreia do Sul.

Felizmente, a Humane Society International (HSI) está trabalhando com os agricultores para fechar as fazendas e realocá-los em outros trabalhos.

A HSI fechou cinco fazendas até agora e resgatou mais de 500 cães da morte, que foram levados para os Estados Unidos e Canadá para serem adotados.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo