Aquário adota realidade virtual como alternativa à exploração animal

           

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Reprodução/Veg News
Foto: Reprodução/Veg News

O Sea Life London Aquarium, maior aquário de Londres, está abrindo mão do uso de animais com o início de uma nova exposição que utiliza realidade virtual ao invés de animais vivos e presos. O aquário, que recebe 1 milhão de visitantes por ano, em parceria com a BBC Earth apresentou a exposição “Frozen Planet: Face to face”, que permite ao público visitar paisagens polares espetaculares por meio de uma experiência interativa.

Encontrar um urso polar e seus filhotes e baleias fazem parte dessa realidade de tirar o fôlego. A atração também possui aromas e efeitos sonoros que enriquecem a experiência do público, permitindo que sintam o ar frio na pele, por exemplo. E não podia faltar uma exibição deslumbrante da Aurora Boreal.

Mesmo que o aquário não esteja agindo diretamente para acabar com os animais presos em cativeiro, a PETA aplaudiu o esforço, afirmando que “isso demonstra que aquários não precisam aprisionar peixes e outros animais para o entretenimento humano”. A PETA concedeu ao Sea Life o prêmio “Proggy Award” em reconhecimento à ação e pelo seu potencial de mudar a forma como exposições de animais operam no mundo.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo