Corujas são encontradas em alojamento na obra da Tamoios (SP)

           

Filhote está com aproximadamente um mês, segundo biólogos (Foto: Divulgação/Dersa)
Filhote está com aproximadamente um mês, segundo biólogos (Foto: Divulgação/Dersa)

Uma família de corujas foi encontrada no alojamento de um canteiro de obras na rodovia dos Tamoios (SP-99), no trecho de Caraguatatuba (SP). Há 20 dias elas estão sendo monitoradas por biólogos e veterinários por meio de uma câmera.
As aves foram encontradas pelos funcionários da obra no forro da casa. Os trabalhadores acionaram a equipe do Regate de Fauna da Tamoios Contornos, que fez uma avaliação das corujas. “A casa ia ser reformada e quando quebraram a parede encontraram o ninho. Era um pai, uma mãe e o filhotinho recém-nascido. Por causa das obras, a melhor opção foi realojar os três animais”, disse o biólogo da Dersa, Guilherme Dominichelli.
Os biólogos e veterinários fizeram uma caixa de madeira com uma abertura e colocaram no fundo da casa, para que as obras não incomodassem os animais. “Ficamos em observação para que eles não sofressem nenhum dano. Em 20 dias o filhote ganhou penas e a família continua saudável”, afirmou o biólogo.
Coruja Suindara
De acordo com a equipe de resgate, a espécie da coruja é Suindara – importante para o equilíbrio do meio ambiente, já que costuma se alimentar de roedores. Para os homens, a presença delas é importante para o controle de ratos.
“A gente escuta muitas lendas relacionadas à coruja. Muita gente fala que se ela pousar no telhado de uma casa e piar, a pessoa vai morrer em uma semana. Por isso muita gente mata, mas ela não traz risco nenhum para o homem e é extremamente importante para o equilíbrio ambiental”, disse Guilherme.
Em média, uma Suindara consome de dois a três animais pequenos por dia. A coruja tem hábitos noturnos e chama atenção por sua beleza. É uma ave esbelta, que tem o disco facial em forma de coração.
Fonte: G1

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo