Arraias são encontradas mortas em praia de Vitória (ES)

           

Animais mortos foram encontrados na areia da Praia de Camburi, em Vitória (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)
Animais mortos foram encontrados na areia da Praia de Camburi, em Vitória (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

Dezenas de arraias foram encontradas mortas na areia Praia de Camburi, em Vitória, na manhã de terça-feira (21). A polícia ainda vai investigar o caso. Não se sabe como as arraias foram parar na areia. A Prefeitura de Vitória informou que vai recolher os animais.
Ao todo, cerca de 30 arraias foram encontradas na areia da praia, perto do mar. Algumas parecem ter ferimentos. Na areia, há algumas marcas, como se alguém tivesse arrastado algo perto dos animais.
O aposentado George Marins acredita que alguém possa ter pescado as arraias. “Nunca vi uma coisa dessas por aqui. Caminho quase diariamente. Tem pesca, tem pessoal que coloca rede, acredito que alguém tenha pescado essas arraias na rede e tenha colocado ali. É uma agressão ao ambiente”, disse.
A Polícia Ambiental, responsável por fiscalizar as ocorrências de crimes ambientais, explicou que uma equipe será enviada ao local para verificar a situação e relatar para a Delegacia de Crimes Ambientais.
A partir da ocorrência, a Polícia Civil vai investigar o caso. A Polícia Ambiental orienta para que, caso alguém encontre situações como essa, denuncie através do telefone (27) 3636-0178.
De acordo com a Prefeitura de Vitória, a pesca com rede na baía de Vitória e Praia de Camburi é proibida. A fiscalização dessa atividade clandestina é do Ibama e Polícia Ambiental.
Fonte: G1

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo