Vídeo mostra funcionários maltratando gato em área de supermercado em Vila Velha (ES)

           

Vídeo mostra homens maltratando gato com pedaço de madeira em supermercado de Vila Velha Foto: Reprodução
Vídeo mostra homens maltratando gato com pedaço de madeira em supermercado de Vila Velha (Foto: Reprodução)

A Sociedade Protetora dos Animais do Espírito Santo (Sopaes) recebeu uma denúncia de maus-tratos a gatos, que teriam sido cometidos nas dependências de um supermercado, em Vila Velha. Um vídeo mostra um grupo de homens aparentemente ferindo o gato com um pedaço de madeira. Nas imagens, os agressores riem e fazem piadas com a situação.
A presidente do Sopaes, Virgínia Brandão, conta que recebeu o vídeo por meio do celular e foi até o estabelecimento apontado como o local onde teriam ocorrido os maus-tratos. Ela diz que foi recebida por uma supervisora administrativa do supermercado, que a levou até a área que aparece nas imagens, que fica na parte externa do estabelecimento, próximo ao depósito das mercadorias.
“Ela me disse que acha que reconhece uma das pessoas do vídeo, mas não tem certeza. Os outros ela disse não saber quem é. Ela disse ainda que teria que consultar o seu superior, que é o diretor comercial do supermercado, mas ele não estava no momento em que estive lá. Acredito que o vídeo seja recente, já que o local mostrado tem as mesmas características de onde a funcionária me levou”, conta.
Virgínia disse que pretende levar o vídeo até o Núcleo de Proteção aos Animais (NPA) da Delegacia de Meio Ambiente, em Jardim América, Cariacica, e registrar uma denúncia formal contra os suspeitos.
“É uma cena tremendamente covarde! O vídeo mostra as pessoas rindo ao ver o gato ferido. Vou registrar uma ocorrência na Polícia Civil. Mas o meu objetivo não é só denunciar esse ato, mas também exigir que o supermercado tenha o cuidado de eliminar as entradas do depósito, evitando assim que não só gatos, mas ratos também tenham acesso ao local”, destacou.
Segundo a presidente da Sopaes, a funcionária disse que recentemente houve uma circulação grande de gatos nas dependências do supermercado, mas desconhece que funcionários tenham tentado eliminar os animais pessoalmente.
De acordo com o artigo 32 da lei 9.605/98, que dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, a pena para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos está sujeito a uma pena de detenção de três meses a um ano, além de multa.
Por meio de nota, a assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente e Patrimônio Cultural não possui nenhum registro desse caso até o momento. A Polícia Civil orienta que a pessoa que possui o vídeo faça o registro na delegacia mais próxima ou ligue para o Disque denúncia 181, para que o caso seja investigado.
Por meio de nota, a assessoria da Rede Carrefour, responsável pelo hipermercado Atacadão, informou que repudia qualquer ato de maus-tratos e, assim que tomou conhecimento do caso, abriu sindicância interna para apurar a denúncia e tomar as providências cabíveis.
Fonte: Folha de Vitória

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo