Morrissey lança novo álbum com faixa contra touradas

Por Lilian Regato Garrafa (da Redação)

Capa do novo álbum de Morrissey, 'World Peace is None of your Business' (A paz mundial não é da sua conta).
Capa do novo álbum de Morrissey, ‘World Peace is None of your Business’ (A paz mundial não é da sua conta).

Morrissey nunca escondeu sua aversão ao ato de comer carne. Em 1985 gravou com seu antigo grupo Smiths a canção “Meat is Murder” (Carne é assassinato), em que expôs a crueldade dos matadouros. Em 2009 deixou o palco do festival americano Coachella após declarar: “Estou sentindo cheiro de carne queimando e estou pedindo a Deus para que seja carne humana”. O ativismo pelos direitos animais nunca esteve desatrelado de sua carreira, e o músico sempre soube usar sua imagem para difundir mensagens dentro e fora do palco, em entrevistas e campanhas vinculadas a ONGs.

Agora, em seu recém-lançado álbum World Peace Is None of Your Business, ele incluiu uma faixa que fala sobre uma multidão que torce para o touro enquanto ele vence um espetáculo sangrento na arena e mata o toureiro. “ ‘The Bullfighter Dies’ [O toureiro morre] é um grito para a abolição total do horror vivo das touradas”, explicou Morrissey em entrevista à PETA. “E, uma vez que aqueles que comandam tal barbaridade não têm nenhum interesse no bem-estar do touro, só podemos abordar o assunto salientando como a esmagadora maioria não demonstra qualquer compaixão quando a tourada não tem um desfecho favorável ao toureiro.”

(Fotos: Divulgação)
(Fotos: Divulgação)

Em outra parte de sua entrevista, o músico confirmou seu alinhamento com a PETA há três décadas e reforçou seu apoio à causa e sua posição nesta missão. “A violência é construída muito solidamente em nossa sociedade, e não há lugar em que seja mais predominante do que nas indústrias pecuárias e nos matadouros – ambos monumentos ao egoísmo humano, e ambos barrados ao acesso e informação do público”, declarou Morrissey. “Embora muitas pessoas estejam certas de que os seres humanos podem fazer o que quiserem com outros seres vivos, muitas pessoas não pensam nem sentem dessa forma – e aqui estamos nós.”

No início deste ano, Morrissey se envolveu em uma guerra verbal com o ministro da Pesca do Canadá, Gail Shea. Em uma carta em seu site semioficial, True to You, o cantor declarou que o país está “elegantemente morto” (“fashionably died”), em razão de sua política que permite a caça de focas bebês para servir à indústria da moda. O porta-voz de Shea reagiu chamando Morrissey de ignorante. E o cantor, por sua vez, comparou a caça às focas do Canadá com o nazismo alemão. “O assassinato não é discutível”, disse ele.

Há décadas, o PETA tem cedido a Morrissey imagens de matadouros para serem exibidas nos telões enquanto ele executa “Meat is Murder” em seus shows esgotados em todo o mundo, levando inúmeras  pessoas a se tornarem vegetarianas. Ele ainda consegue fazer com que lojas das redes McDonalds e KFC fechem suas portas nos locais onde ele se apresenta. Nenhuma outra estrela pop usou sua música e sua personalidade de forma tão intensa para manter a defesa dos direitos dos animais em evidência.

World Peace Is None of Your Business pode ser baixado aqui.

Ouça a faixa ‘The Bullfighter Dies’:

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com