Defensor animal denuncia caça de animais selvagens destinados a mercados

Por Simone Gil Mondavi (da Redação – Argentina)

Foto: Milton Palpa
Foto: Milton Palpa

Um agente municipal do distrito de Cáceres no Peru, Antonio Gonzales Boca, denunciou que caçadores começaram a matar animais selvagens nas zonas florestais de Anguy e Rayan na região de Chimbote. Segundo o defensor, os caçadores diziam ter permissão do Instituto Nacional de Recursos Nacionais (Inrena). As informações são do Chimbotenlinea.

O funcionário revelou que há 15 dias os caçadores chegaram à zona em motocicletas e vans, tirando vantagem da temporada de chuvas na região, para ingressar na zona e seguir o rastro de pumas, raposas, veados e perdizes, espécies que estão ameaçadas de extinção.

Foto: Milton Palpa
Foto: Milton Palpa

“Eles estão aproveitando a caça de animais para logo vender nos mercados. Por exemplo a carne do veado esta valorizado em 30 novos soles o quilo (aproximadamente 26 reais). Eles ingressam pela noite quando não tem segurança na zona, inclusive chegam com roupas do exercito. Nós colocamos um portão na entrada mas não é seguro”, disse Gonzales.

O agente pediu a intervenção imediata da Fiscalização Especializada em Meio Ambiente, para que exija ao organismo Irena não entregar permissão aos caçadores, já que atentam contra a vida animal, e o patrimônio ecológico e natural da zona.

“Quando intervenhamos contra eles para que não matem os animais da zona, eles argumetam que tem a permissão da Inrena e não parece justo”, afirmou.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com