Epidemia nos coelhos bravos afeta reintrodução do lince ibérico em habitat natural

O Ministério do Ambiente está a reavaliar se pode cumprir o prometido de reintroduzir em habitat natural o lince ibérico nascido em cativeiro. A medida deveria ser concretizada no primeiro semestre do próximo ano, como tinha avançado o secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza em outubro.

O problema é que acaba de se conhecer um enorme obstáculo a essa intenção. Uma epidemia está a matar o coelho bravo, que é um fator essencial de sobrevivência do lince em liberdade.

Em 2002, a União Internacional para a Conservação da Natureza classificou o lince ibérico como “criticamente em perigo”, na sua lista vermelha. Desde aí muitos foram os esforços para salvar esta espécie emblemática dos valores naturais da Península Ibérica.

*Esta notícia foi, originalmente, escrita em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: RTP Notícias

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com