Usina pode ser autuada após mortandade de peixes no Rio Madeira

           
peixes
(Foto: Divulgação)

Uma denuncia realizada por um morador trouxe a tona uma mortandade de peixes que está acontecendo no rio Madeira às proximidades da construção da barragem da Usina Hidrelétrica Jirau em Porto Velho.

Segundo o relato do internauta são milhares de peixes de várias espécies que estão aparecendo mortas no curso do rio. Ainda de acordo com o internauta, como a pesca é proibida na região, responsáveis pelo consórcio que constrói a usina enviaram pequenas embarcações para realizar a retirada dos peixes mortos.

“Olá só queria dizer que enquanto vocês se preparam para receber a presidenta aqui na usina do Jirau, esta havendo uma enorme matança de peixes de todas as espécies, muitos peixes. Eu não consigo ligar pro IBAMA pra comunicar isso já que a pesca esta proibida e está acontecendo isso. Eles (Usina) estão com um barquinho tentando recolher os peixes pra não irem adiante isso devido às multas. Desde ontem estão retirando peixes, muitos peixes, mortos do rio. Por favor, nos ajude”, disse o internauta em sua denuncia.

Segundo o IBAMA/RO uma mortandade significativa de peixes aconteceu na região da usina de Jirau foi registrada no último dia 19 de novembro. A Energia Sustentável do Brasil foi obrigada a produzir um relatório que já está sendo analisado por departamentos superiores em Brasília.

“Todos os laudos estão sendo analisados e caso haja uma autuação aos responsáveis pela morte dos peixes, essa decisão virá direto de capital federal”, afirmou Rodrigues Praes Fernandes, representante do departamento de fiscalização do IBAMA em Rondônia.

Em contato com a assessoria de imprensa da Energia Sustentável do Brasil, consórcio responsável pela construção da hidrelétrica de Jirau, logo na data em que aconteceu o ocorrido, uma nota pública foi publicada no site da empresa, seguindo as normas estabelecidas. Confira:

A Energia Sustentável do Brasil S.A. (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, vem a público comunicar a ocorrência, na data de hoje (19 de novembro de 2013), da perda de quantidade ainda não definida de espécimes de peixes, durante a realização de parada para a manutenção da Unidade Geradora (UG) 29.

Todos os procedimentos previstos no processo de licenciamento ambiental do empreendimento foram adotados pela ESBR, incluindo a imediata comunicação ao IBAMA deste incidente e a destinação adequada dos peixes. O relatório contendo o detalhamento do ocorrido será encaminhado ao órgão ambiental na próxima semana. Ressaltamos que todas as medidas existentes para prevenir fatos com este são devidamente tomadas pela ESBR.

Ainda segundo a assessoria da imprensa peixes mortos podem ter seguido o curso do rio e assustado a comunidade da região, porém o problema estaria sendo sanado. Existe uma mobilização para que os peixes mortos sejam todos retirados do rio Madeira antes da visita da Presidente da Republica Dilma Rousseff, prevista para o próximo dia 10 de dezembro.

Fonte: O Nortão 

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com