Associação Animal e Aldeia Natal protestam contra exploração de animais

           

“Vamos estar num protesto silencioso, com cartazes e a distribuir folhetos informativos a explicar porque somos contra a exploração de animais para entretenimento”, disse Rita Silva.

Segundo a responsável, no recinto da Aldeia Natal vão estar animais como renas, corujas, camelos, perus, vacas e ovelhas, entre outros.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Para Rita Silva, é “perfeitamente plausível e possível haver uma festa bonita, que mostre a magia do Natal às crianças, sem haver necessidade de mostrar os animais”.

“Para nós, é uma forma de deseducação e não de educação”, acrescentou.

Fonte da organização da Aldeia Natal (promovida por privados) disse ter conhecimento do protesto da associação ANIMAL e referiu que a iniciativa será encarada com “a maior das naturalidades”.

“Estamos a cumprir com toda a regulamentação prevista na lei para a utilização dos animais em causa. Fomos já visitados por diversas inspeções veterinárias e não tivemos qualquer problema levantado. Estamos conscientes do que estamos a fazer”, disse a mesma fonte.

Uma área do Parque Eduardo VII, em Lisboa, vai transformar-se, a partir de sexta-feira (29) e até 06 de janeiro de 2014, numa Aldeia Natal que mistura o “ambiente cristão” com o “imaginário do Pai Natal”.

Numa área de 20.000 metros quadrados, serão disponibilizadas atividades “desenhadas à medida das crianças”, da Casa do Pai Natal ao Bosque Encantando.

Na Aldeia serão também recriados, entre outros, um Acampamento Romano, a Tenda dos Reis Magos e um Presépio Vivo e haverá uma árvore de Natal com 20 metros de altura, um marco do correio para as cartas ao Pai Natal, um palco para peças de teatro e concertos, leitura de contos, canhões de neve e um carrossel.

*Esta notícia foi, originalmente, escrita em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Notícias ao Minuto

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo