Touro não resiste à tortura e revida em seu algoz na Espanha

           

Por Patricia Tai (da Redação)

Toureiro El Cordobes é atingido por touro. Foto: Mirror.UK
Toureiro El Cordobes é atingido por touro. Foto: Mirror.UK

O popular toureiro espanhol chamado Manuel Díaz, conhecido como “El Cordobes”, foi atingido por um touro durante o Festival de Pilar em Zaragoza, na Espanha. As informações são do Mirror do Reino Unido e do MundoToro.

Segundo a reportagem, a multidão gritou horrorizada quando o enorme touro negro voltou-se “sem aviso” contra o toureiro.

El Cordobés não teve tempo para fugir e os chifres do touro furaram seu abdômen, girando-o e batendo-o de volta ao chão. Os espectadores assistiram assustados enquanto o homem foi repetidamente chifrado na região abaixo do estômago, próximo à virilha.

Ele foi levado às pressas para fora da arena e encaminhado à enfermaria do local assim que touro parou de lhe atacar e seu rosto pálido “mostrava agonia”.

Apesar da gravidade dos ferimentos, o mesmo não corre risco de morte, de acordo com informações do site “MundoToro”, que também divulgou que o toureiro já havia sido atingido de raspão na axila em sua primeira apresentação no evento.

Situações como essa são relativamente comuns e esperadas. Animais não humanos apenas atacam para se defender. O touro já estava com várias “bandarilhas” espetadas em seu dorso quando atacou o toureiro.

Os touros são submetidos a verdadeiras torturas durante esses vergonhosos eventos chamados “espetáculos” de entretenimento humano. Para saber detalhes sobre isso, veja a imagem muito divulgada na Internet chamada “Anatomia do sofrimento de um touro”, e outras informações no blog VFX Anti-Touradas  :

Foto: VFX Anti Touradas
Foto: VFX Anti Touradas

As touradas ainda acontecem amplamente na Espanha. Convém citar uma curiosidade: em Espanhol, o nome para “toureiro” é a palavra “matador”. Neste festival de Zaragoza onde aconteceu este incidente, a arena se chama “La Misericordia”.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo