Alemanha investe em pontes feitas somente para animais

           

Por Mariana Bettiol (da Redação)

Foto: DPA
Foto: DPA

A Alemanha está vivendo de acordo com sua imagem ecológica, investindo milhões de euros na construção de pontes para uso exclusivo dos animais. O humano que for pego cruzando essas pontes será obrigado a pagar uma multa de 35 euros. Mais de cem pontes serão construídas na próxima década. As informações são do The Local.

Gerhard Klesen, um engenheiro florestal contratado pela Associação Regional de Ruhr, passou uma década fazendo campanha para a construção da ponte feita somente para os animais a ser construída sobre uma estrada da cidade de Schermbeck, estado de Renânia do Norte – Vestfália.

“Barreiras construídas pelo homem, como estradas e canais, restringem o movimento dos animais”, disse ele. Isso limita a diversidade genética. Diversidade essa que leva ao aumento da expectativa de vida e diminui os riscos de doenças. As chamadas Green Bridges (Pontes Verdes, em tradução livre) são projetadas para neutralizar este efeito.

“A área de terra ao leste da estrada em Schermbeck é muito menor do que a do lado oeste”, disse Klesen. Isso levou a uma diminuição da diversidade de espécies no lado leste, levando Klesen a lançar a sua campanha de 10 anos, que culminou a construção da “ponte verde” – Alemanha 35 – exatamente há um ano.

Mas não foi uma batalha fácil. “Pontes são muito caras”, disse Klesen. No entanto, o engenheiro determinado não desistiu de sua campanha, que teve um impulso financeiro da Holanda em 2005, onde esse tipo de ponte é muito comum. “Eles estão muito mais à frente que nós lá”, Klesen disse ao site.

Em Setembro de 2012, ambos, o governo federal e a União Européia, decidiram apoiar o projeto e financiaram 4.5 milhões de euros para a construção da ponte, que tem 2.700 metros quadrados.

“Geralmente leva um ano para que os animais comecem a atravessar a ponte, mas os animais de Schermbeck são destemidos”, disse Klesen. “Um veado vermelho atravessou a ponte três dias depois da inauguração. Outros animais seguiram o exemplo e em poucos dias, javalis já estavam atravessando a ponte também”, Klesen disse.

Câmeras instaladas ao longo da ponte capturaram uma variedade de criaturas, incluindo coelhos, raposas e morcegos, fazendo seu caminho pela ponte.

“Há faixas de areia somente para os insetos, bem como grama, arbustos e outras vegetações fornecendo comida e abrigo para as criaturas menores”. Alguns animais, como os ratos, que sempre estão caminhando pela ponte, fizeram dali suas casas permanentes. Outros vêm e vão. Os veados em particular, fazem dessa viagem uma busca de parceiros.

Ainda vai demorar um tempo para avaliar se a construção da ponte esta promovendo a diversidade genética e saúde entre os animais maiores, já os efeitos sobre os animais menores, com expectativa de vida menor, poderá ser estudada em breve.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo