Cães morrem após comerem ração envenenada

           

A polícia começou a investigar as causas da morte de 11 cachorros em Tenente Portela, na Região Noroeste do Rio Grande do Sul. Os animais estavam no pátio da casa dos tutores e foram envenenados na semana passada.

Amostras da ração encontrada no pátio foram encaminhadas para análise em um laboratório para apontar que tipo de substância provocou a morte dos cães. A suspeita é que seja um veneno de comercialização proibida.

“Todos os procedimentos investigatórios vão ser adotados. Onde poderia ter sido vendido este veneno, quem teria feito esta crueldade com os animais. É isso que vamos investigar, porque, como não tem testemunha, não tem nada, vai ser uma coisa um pouquinho mais complicada, mas elementos nós temos”, disse a delegada Cristiane Van Riel Santos.

(Foto: Divulgação/G1)
(Foto: Divulgação/G1)

De acordo com a ocorrência registrada na Brigada Militar do município, dois filhotes da raça schnauzer e um poodle foram os primeiros a apresentar os indícios. Segundo o marido da proprietária da pet shop onde ocorreu o crime, os animais começaram a se debater e chorar às 18h de sexta. A polícia aponta um casal de vizinhos como suspeito do crime contra os animais. Inicialmente, a polícia disse que 12 cachorros haviam sido mortos, mas um conseguiu se salvar no veterinário e passa bem, segundo o tutor.

O comerciante Marcio Monteiro amamenta quatro filhotes com auxilio de uma mamadeira. Eles ficaram órfãos porque a mãe morreu junto com os outros 10 cães. Quando ele chegou em casa, encontrou os animais agonizando.

“Tinha uma poodle morta já e outra se debatendo, dali em diante até as 3 horas da manhã só foi mortandade. Tu vê teu animalzinho doméstico se batendo, agonizando, pulando em você, olhando no olho como quem diz, ‘me ajuda, socorro’. E tu não consegue fazer nada”, lamenta o comerciante.

Depois de comprovada a causa da morte e quem provocou, o tutor dos cachorros deve entrar com uma ação na Justiça. “Além dos prejuízos materiais dos cachorros, tem a questão do dano moral também. Só um monstro faz isso aí. A crueldade só um monstro faz”, disse o advogado da família, Régis Barth.

Fonte: G1

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com