População de esquilos-vermelhos cresce na Inglaterra após 140 anos

Por Claudia Braghetto (da Redação)

População de esquilo-vermelho tem aumento após declínio de 140 anos.
População de esquilo-vermelho tem aumento após declínio de 140 anos.

Esquilos-vermelhos estão voltando às florestas do Reino Unido, enquanto seus primos cinzentos, estão diminuindo, segundo uma nova pesquisa. As informações são do Daily Mail.

Os esquilos-vermelhos são nativos da Grã-Bretanha há quase 10 mil anos, mas quase desapareceram quando os cinzentos, da América do Norte, foram introduzidos durante o século 19; conseguindo sobreviver apenas em áreas isoladas do norte da Inglaterra, na Ilha de Wight e na Escócia.

Mas uma pesquisa feita por 300 florestas do norte da Inglaterra, durante três meses, mostrou que os vermelhos tem conseguido expandir seu habitat em 7% em comparação com a primavera do ano passado – enquanto que as áreas onde os cinzentos foram achados diminuíram em 18%.

O número de esquilos-vermelhos tem diminuído perigosamente, devido, principalmente, ao parapoxvírus, carregado por seus rivais cinzentos – e à adaptabilidade superior deles.

Mas os dados sugerem que o número de esquilos-vermelhos pode estar crescendo pela primeira vez em 140 anos.

Voluntários do grupo de vida selvagem Esquilos-Vermelhos do Norte da Inglaterra (RSNE), que fizeram a pesquisa, disseram que, esforços na preservação de habitats de floresta, projetos de conservação e projetos voluntários ajudaram a parar o declínio na população de vermelhos.

Katy Cook, do RSNE, disse que os esquilos-cinzentos podem ter tido dificuldades com um verão pobre e um inverno rigoroso, em termos de provisões de comida.

“Não havia muita comida no verão passado e nós acreditamos que os vermelhos conseguiram aguentar, pois há muita gente cuidando deles e alimentando-os – o que as pessoas não tendem a fazer pelos cinzentos nessas áreas”, ela disse.

Conservacionistas também começaram a virar o jogo ao sujar a paisagem com armadilhas para esquilos – então soltam os vermelhos, mas matam os cinzentos.

Voluntários dizem ter visto os animais em Ambleside e Rydal, em Cúmbria, pela primeira vez em uma década.

Phil Bailey, do Grupo de Esquilos-Vermelhos de Brampton, em Cúmbria, disse: “A monitoração tem nos ajudado a perceber que existem agora aqui 20 esquilos próximos ao nosso lar, o que nos inspira a continuar nossos esforços para salvar esta espécie icônica nativa”.

E os vermelhos estão retornando e procriando em número crescente em áreas anteriormente populares de Cúmbria, tais como Skellghyll Woods em Ambleside, e Betty Fold em Hawkshead Hill.

Simon O’Hare, do RSNE, disse: “A prova está nos dados – vermelhos tem sido vistos por toda a área. A reação em cadeira no turismo é imensurável. As pessoas nunca esquecem de terem visto esquilos-vermelhos.”

Neil Salisbury, proprietário do Hawkshead Hill, de onde esquilos-vermelhos desapareceram há cinco anos, disse os vermelhos estão agora usando os comedouros da sala de chá.

Salisbury disse: “Nós achávamos que estávamos lutando uma batalha difícil, e que os vermelhos nunca voltariam, mas nós conseguimos que os vermelhos voltassem”.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com