Cidades brasileiras se unem na “Marcha da Defesa Animal”

           

Em diversos pontos do Brasil, manifestações pediram o aumento das penas contra maus-tratos aos animais neste domingo. Veja abaixo algumas cidades que participaram da “Marcha da Defesa Animal” e veja como ocorreram os protestos nesses locais:

Manifestação contra maus-tratos aos animais em Copacabana (RJ)

Cerca de 450 pessoas participaram da Marcha da Defesa Animal.

No Rio de Janeiro, a Marcha da Defesa Animal reuniu cerca de 450 pessoas em Copacabana, numa caminhada que começou no posto seis e seguiu em direção ao Leme. Entre as reivindicações do grupo estavam o aumento da pena para casos de maus tratos, crueldade, abandono e outros crimes cometidos contra os animas.

Presente na manifestação, o presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB/RJ, Reynaldo Velloso, informou que a entidade pretende participar de ações com a Polícia Federal para coibir o tráfico de animais silvestres. Além disso, falou sobre um projeto para confeccionar cartilhas sobre respeito aos animais para crianças.

Fonte: O Globo

Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB/RJ apoia manifestação no Rio de Janeiro

Neste domingo (25), aconteceu em todo o país uma mobilização pelo aumento das penas contra maus-tratos aos animais. No Rio, A Marcha da Defesa Animal ocorreu a partir do posto seis, em Copacabana em uma manifestação pacífica com reivindicação ao aumento da pena para maus-tratos, crueldade, abandono e demais crimes cometidos aos animais. Cerca de 450 pessoas exigiram atuações das autoridades nas fiscalizações da venda de animais domésticos pelas ruas.

A Coordenadora do Evento Sejane Miranda garantiu que a mobilização não tem influência de partido político, pois é uma manifestação articulada pelas redes sociais. O Presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB/RJ, Reynaldo Velloso, disse que a Comissão pretende participar de ações com a Polícia Federal para coibir o tráfico de animais silvestres.

“O tráfico de animais silvestres só perde para o tráfico de armas e de drogas, gerando uma arrecadação ilícita de cerca de 2 bilhões de dólares só no Brasil”, completou o Advogado.Velloso também pretende confeccionar cartilhas para crianças, pois acredita que é de fundamental importância criar no cidadão de amanhã, o amor e o respeito aos animais.

Mais informações: cpda.oab@gmail.com

Grupo faz protesto contra crueldade com animais em Votuporanga (SP)

Marcha foi marcada por pedidos de conscientização. Manifestação reivindicou aumento da pena para quem comete maus-tratos.

Caminhada foi realizada com camisetas, cartazes e na companhia dos cães. (Foto: Divulgação / Reprodução)
Caminhada foi realizada com camisetas, cartazes e na companhia dos cães. (Foto: Divulgação / Reprodução)

Domingo (25) foi dia de marcha contra a crueldade com os animais em todo o Brasil. Em Votuporanga (SP), protetores se reuniram na Praça São Bento e saíram em caminhada.

Com camisetas, cartazes e na companhia dos cães, a organização do protesto foi feita pela Spavo, Sociedade Protetora do Animais. Os manifestantes seguiram pelas ruas pedindo mais conscientização.

A manifestação faz parte de um movimento que reivindica o aumento da pena para quem comete maus-tratos, crueldade, abandono e outros crimes contra animais.

Fonte: G1

Araraquara (SP) também realizou sua Marcha da Defesa Animal

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Aconteceu em Araraquara neste domingo (25), a Marcha da Defesa Animal. A marcha foi uma demonstração da força da população. Pessoas que estiveram lá querem mudanças nas leis, nas atitudes. A presença de todos foi fundamental. Para os participantes este ato acontece por não se ter respaldo de políticos, de grandes empresários. Somente os verdadeiros defensores e ativistas da causa da proteção animal tem se mobilizado em nossa cidade.

Os ativistas querem posicionamentos de como são tratados os animais em Araraquara, pois passam fome por falta de ração, sentem dor por falta de remédios e sem abrigo, ficam no freio, na chuva, no sol e acabam doentes.

Outras questões cobradas são por que os cavalos no município ainda continuam sendo explorados, os gatos são envenenados e não existe punição e o mais importante, as fêmeas continuam a ter seus filhotes nas ruas, em bueiros porque após um ano a cidade está sem castração gratuita.

Os grupos de proteção animal tem ajudado a prefeitura de Araraquara de diversas formas, pagando castrações e tratamentos para os animais recolhidos, dando lares temporários e pagando hospedagens para os animais que ela não tem como abrigar. Realizando inúmeras feirinhas de adoção e mantendo sites de divulgação para promover a Adoção Responsável.

Porém as Leis Municipais como as licitações do Abrigo e da Castração foram guardadas na gaveta e esquecidas e sem assinaturas. Por tudo isso que grupos e ativistas se negam a aceitar o descaso, desrespeito e irresponsabilidade com que os animais são tratados pelo administração municipal. Clamam por respeito aos animais e pedem a Promotoria Pública que se faça cumprir o TAC- Termo de Ajustamento de Conduta assinado pela prefeitura e ainda não cumprido.

Os organizadores (AAPA, República dos gatos, e S.O.S Melhor Amigo) agradeceram o apoio de todos que foram e ficaram debaixo do forte sol. “Nossa Marcha foi um sucesso. É a Causa de Proteção animal indo às ruas falar e reivindicar pelos animais!!

Denuncias de maus tratos, abandono ou animais feridos: 0800-774-0440

Fonte: Rita Motta – contato@sosmelhoramigo.com.br

Marcha da Defesa Animal é realizada em São Bernardo (SP)

Cerca de 100 pessoas participaram da Marcha da Defesa Animal, que ocorreu ontem em São Bernardo. Os manifestantes se concentraram no estacionamento do Ginásio Poliesportivo, na Avenida Kennedy, às 11h, e caminharam até o Paço.

Carregando cartazes e faixas com frases em prol dos direitos dos bichos, os ativistas também contaram com carro  de som. O movimento ocorreu em todo o País. O ato em São Bernardo representou seis das sete cidades da região. São Caetano foi o único município a realizá-lo isoladamente.

A principal reivindicação dos manifestantes é a aprovação de lei que penalize com detenção pessoas que maltratam animais. “Nossa ideia é fazer trabalho de conscientização para que a população saiba que os bichos não são brinquedos, sentem fome, frio e dor. Não podem ser abandonados e tratados como um objeto qualquer. Nossa luta é antiga”, afirmou Tânia Oliveira da Silva, integrante da ONG (Organização Não Governamental) Humanimal. A entidade é formada por voluntários que realizam atividades sobre guarda responsável de animais, compromisso social com o meio ambiente e cursos para equilíbrio emocional.

Os organizadores do evento esperavam reunir maior número de manifestantes que lutam pela causa animal. A expectativa era juntar 500 pessoas na marcha. “Infelizmente, houve baixa mobilização com a causa. Tínhamos 1.500 confirmações em um grupo do Facebook. Acho que o horário atrapalhou. Vamos conversar com a organização nacional do movimento para que, da próxima vez, o evento seja realizado mais cedo”, comentou Tânia.

O ato também serviu para arrecadar doações de ração e realizar venda de camisetas. O dinheiro obtido será revertido para o trabalho em prol dos animais.

Fonte: Diário do Grande ABC

Marcha da Defesa Animal mobiliza os defensores da  causa animal em Registro (SP)

* Por Débora Pereira (em colaboração com a ANDA)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Eu quero justiça, eu não aguento mais. Tem que ir pra cadeia quem maltrata animais” foi o grito feito pelos manifestantes.

Domingo, às 13h, aconteceu a Marcha da Defesa Animal na cidade de Registro, no Vale do Ribeira. O grupo saiu da Praça dos Expedicionários, foi até a Praça Beira Rio e retornou ao local de partida, onde o ato foi finalizado.

Durante o trajeto, o número pequeno de pessoas que compareceu na marcha foi suficiente para parar o trânsito da cidade. As pessoas presentes carregavam faixas que tinham como pauta vários assuntos pertinentes aos direitos e bem estar dos animais, como aumento penal para quem maltrata animais, estímulo a adoção, repúdio aos maus tratos e abandono, exigência do selo para produtos testados em animais, entre outros.  Alguns poucos aderiram ao movimento no meio do caminho e motoqueiros acompanharam parte do trajeto dando apoio à causa.

Estiveram presentes representantes da ONG Miracatu, GPA Vale do Ribeira, protetores de Registro, Pariquera e Jacupiranga e pessoas de várias cidades da região.

Marcha da Defesa Animal reúne 50 pessoas em Ourinhos (SP)

*Por Franciele Miranda Ferreira Dias (em colaboração com a ANDA)

A ADAO – Associação Defensora dos Animais de Ourinhos, também realizou a marcha de defesa animal, ontem as 10h. Reuniu-se cerca de 50 pessoas que caminharam um trecho de aproximadamente 2 mil metros do centro da cidade de Ourinhos até o supermercado Pão de Açúcar onde ocorreu uma recepção aos participantes da marcha. O movimento, apesar de contar com poucos participantes, chamou a atenção da população da cidade acerca do problema dos maus-tratos aos animais.

Grupo de 30 pessoas faz marcha em defesa dos animais em Piracicaba (SP)

Objetivo foi o de lutar contra maus-tratos e abandono de cachorros e gatos. Participantes pedem punições mais severas para quem maltratar os bichos.

Grupo se reúne em praça durante marcha em defesa dos animais em Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
Grupo se reúne em praça durante marcha em defesa dos animais em Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)

Pelo menos 30 pessoas participaram da marcha em defesa dos animais em Piracicaba (SP), na tarde deste domingo (25). O ato simbólico, que teve início na Praça José Bonifácio, contou com a participação da organização não governamental (ONG) Vira Lata Vira a Vida, da Associação dos Protetores dos Animais e de protetores independentes da cidade. O objetivo do grupo é lutar contra os maus-tratos e abandono dos animais. Eles são a favor da adoção responsável.

Eles usaram cartazes e pediram justiça mais severa para quem maltratar animais. O grupo se reuniu antes na praça e depois fez uma marcha simbólica por volta das 13h pela área central.

“Como a marcha é mundial, o horário escolhido teve intuito de estar em sintonia com o horário de outros países, que nesta mesma hora também realizaram marcha em defesa dos bichos”, disse Leila Choairy, membro da diretoria da ONG.

Fonte: G1

População adere à ‘Marcha da Defesa Animal’ após envenenamentos em MG

Moradores aderiram à "Marcha da Defesa Animal" em Rio Paranaíba (Foto: Thamires Sousa/Divulgação)
Moradores aderiram à “Marcha da Defesa Animal” em Rio Paranaíba (Foto: Thamires Sousa/Divulgação)

Evento a nível nacional foi em prol de penas mais rígidas a agressores. Cerca de 150 cães e gatos morreram envenenados em Rio Paranaíba.

Indignados com o número crescente de animais mortos por envenenamento no município de Rio Paranaíba, no Alto Paranaíba, a população aderiu à “Marcha da Defesa Animal” na tarde deste domingo (24). O evento é a nível nacional e, na cidade, a organização partiu da Associação de Defensores e Amigos do Meio Ambiente (Adama). O intuito é buscar mobilização contra os maus-tratos dos animais e penas mais rígidas aos agressores.

Segundo a servidora da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e membro do Conselho Deliberativo da Adama, Claudiane Silva Carvalho, os manifestantes querem a criação de um abrigo para animais a fim de que os mesmos sejam tirados das ruas e não corram mais risco de morte. “Só hoje, temos 17 filhotes recém-nascidos de cadelas abandonadas na cidade. São quatro cadelas que pariram e os filhotes estão jogados em algum lugar”, disse.

E para chamar atenção da população, cerca de 100 pessoas aderiram à marcha e saiu às ruas da cidade, por volta das 13h. Com faixas, cartazes e carro de som, os manifestantes saíram do Posto do Geraldinho/Bar do Xerife, desceram pela Rua Capitão Franklin de Castro e encerraram o protesto na Praça da Matriz.

De acordo com Claudiane, os participantes usaram camisetas que foram vendidas para arrecadar fundos e ajudar a associação. “Duzentas pessoas compraram a camiseta e a renda foi de R$ 1 mil. Vamos nos reunir nesta semana para prestar contas e discutir onde o dinheiro será investido”, disse. Este foi o primeiro evento próprio em defesa de animais realizado em Rio Paranaíba, porém, com a matança que ocorreu nos últimos meses e com a criação da Adama, a vontade foi despertada nos moradores e defensores da causa animal.

A bandeira de apoio aos animais foi levantada em uma manifestação ocorrida no mês de julho, onde a população e principalmente os estudantes da UFV foram às ruas cobrar por mudanças seguindo o movimento nacional. “Nesse evento, inclusive, tivemos a participação do Dentinho (cachorro mais famoso da cidade) e Princesa Soraia, a cadela mais famosa da cidade que morreu envenenada há cerca de uma semana”, lamentou Claudiane.

Fonte: G1

Protetores pedem penas mais duras para crimes contra animais em Belo Horizonte (MG)

Marcha da Defesa Animal ocorreu em todo o País; concentração em BH foi na Praça da Liberdade.

A Praça da Liberdade, na região centro-sul de Belo Horizonte, recebeu na tarde deste domingo (25) a Marcha da Defesa Animal. A concentração teve início às 13 horas e contou com uma caminhada dos participantes, que levaram os bichos, principalmente cachorros, para criticar a violência.

A principal demanda do grupo é o aumento de penas para crimes contra animais. A legislação hoje prevê multa e detenção de até um ano, que pode ser substituída por serviços comunitários, para atos de crueldade.

A nova proposta, em discussão no Congresso a partir de entidades de defesa, pode ampliar as penas para quatro anos e aumentar a fiscalização.

A marcha aconteceu em diversas cidades do Brasil. Em Belo Horizonte, cerca de 50 pessoas estiveram na marcha. Em Juiz de Fora, na Zona da Mata, o grupo saiu da avenida Rio Branco e foi até o Parque Halfeld. Segundo os organizadores, o dinheiro arrecadado com a venda de camisas do evento será usado para comprar ração para animais abandonados.

Fonte: R7

Manifestação em favor dos direitos dos animais reúne 300 em Uberaba (MG)

Manifesto com foco na proteção animal em todos os aspectos movimentou a cidade no último domingo. Apesar da inscrição de cerca de 900 pessoas, aproximadamente 300 compareceram e participaram da passeata, que saiu da praça Rui Barbosa rumo à Prefeitura de Uberaba para reivindicar penas maiores aos responsáveis por crimes praticados contra os animais. A mobilização aconteceu em nível nacional.

De acordo com a coordenadora da Sociedade Uberabense de Proteção dos Animais (Supra), Denise Max, apesar de a organização ter esperado número maior de pessoas, a quantidade de manifestantes foi o suficiente para chamar a atenção da população. Jovens, crianças e adultos caminharam pelas ruas da cidade em manifestação pacifica para que as condições de vida dos animais melhorem. “As crueldades contra os animais acontecem a todo momento. Por isso estamos reivindicando penas maiores para o tráfico de animais silvestres, que está em terceiro lugar entre os crimes mais cometidos, perdendo somente para drogas e armas. E também penas maiores para os crimes domésticos. Infelizmente a zoofilia é um fato que acontece com frequência no Brasil e as pessoas, na maioria das vezes, cumprem apenas penas comunitárias e quando há prisão, não ultrapassa três meses de reclusão”, explica.

O grupo saiu da praça Rui Barbosa, passou pela rua Manoel Borges, avenida Santos Dumont, virou na rua Medalha Milagrosa, rumo ao Centro Administrativo, e no local foram afixados cartazes com cobranças à própria Prefeitura e algumas dirigidas ao Ministério Público. “Entre as solicitações ao prefeito, pedimos a ampliação do Centro de Controle de Zoonoses, que hoje atende apenas animais doentes, o que torna impossível o recolhimento de animais saudáveis”, explica Denise, ressaltando que tem oito anos que a Supra cobra a ampliação e que pelas últimas notícias a PMU deverá atender, com reforma prevista para este ano. Ela também diz que o grupo pede que a chipagem dos animais seja para todos e não apenas para aqueles cujos tutores são inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal, como tem sido cogitado.

Fonte: Jornal da Manhã

Manifestantes fazem passeata em defesa dos animais em Cascavel (PR)

Protesto foi realizado na tarde deste domingo (25) no centro da cidade. Grupo também pede sanção do projeto que obriga registro e uso de chip.

Um grupo de manifestantes participou de uma passeata pelo centro de Cascavel, no oeste do Paraná, na tarde deste domingo (25). O protesto faz parte da Marcha Nacional em Defesa dos Animais por penas mais duras para os crimes de maus-tratos e reuniu cerca de 50 pessoas que seguiram com cartazes pelo calçadão central da cidade até a prefeitura. A mobilização foi realizada em várias cidades do país.

Representantes de organizações não-governamentais (ONGs) também exigem a sanção de um projeto de lei aprovado pelos vereadores que obriga o registro e o uso de chip para a identificação dos animais e dos proprietários. Em Cascavel, as entidades de proteção estimam que cerca de 30 mil gatos e cachorros vivam abandonados nas ruas da cidade. Outra preocupação são os cavalos usados por carroceiros.

O movimento pede que as penas para os crimes envolvendo animais passem a variar de dois a seis anos de prisão. Atualmente a lei de crimes ambientais, que trata do assunto, prevê na maioria dos casos apenas o pagamento de multas e o cumprimento de penas alternativas como o pagamento de cestas básicas.

Fonte: G1

Manifestação a favor dos direitos dos animais surpreende torcedores em Brasília

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Cerca de 120 pessoas saíram da Rodoviária do Plano Piloto em direção à arena multiuso carregando cartazes com dizeres como “Animal não é brinquedo! Sente fome, frio e medo” e “Não mate para viver”.

Uma manifestação a favor dos direitos dos animais surpreendeu os torcedores que chegam ao Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, na tarde deste domingo (25/8).

Cerca de 120 pessoas saíram da Rodoviária do Plano Piloto em direção à arena multiuso carregando cartazes com dizeres como “Animal não é brinquedo! Sente fome, frio e medo” e “Não mate para viver”. Já perto dos portões de entrada do estádio, os manifestantes se deitaram no chão por alguns instantes.

O movimento é organizado pelo grupo Frente de Ações pela Libertação dos Animais (Fala) e ocorre simultaneamente em 200 cidades do país. O objetivo da passeata é tornar mais rígida a legislação que pune quem maltrata os animais, de acordo com o organizador Bruno Pinheiro.

“Lutamos por isso apoiando projetos de leis, como o PL 1376/2003, que prevê o controle de natalidade de cães e gatos por meio da esterilização e não da execução deles”, disse. A manifestação é pacífica e não há registro de confronto com a polícia.

Com informações de Diego Abreu.

Fonte: Correio Braziliense

Goiânia (GO) realiza Marcha da Defesa Animal

Aconteceu, ontem, em Goiânia, no parque Vaca Brava, a Marcha da Defesa Animal. As ações do evento foram iniciadas às 9h. A marcha também aconteceu em mais várias outras cidades brasileiras. Trata-se de uma manifestação nacional pacífica, que tem como intuito reivindicar o aumento das penalidades para crimes cometidos contra os animais, entre essas que seja aplicada reclusão para maus-tratos, crueldade e abandono.

De acordo com uma das organizadoras do evento em Goiânia, Camila Amorim, cerca de mil pessoas confirmaram participação por meio da página do evento no facebook. “Esperamos que as pessoas participem. Qualquer um pode se unir a nós, é uma manifestação pacífica a favor dos animais”, ressalta.

Abertura

Segundo a página da internet, criada para o evento, candidatos a cargos políticos, partidos ou representantes destes, não estão vinculados à manifestação. No entanto, são bem-vindos ao movimento, podendo divulgar as ações em seus sites e páginas, e se quiserem se unir com os demais para defender a causa.

A iniciativa foi aberta a receber doações de patê, vasilhames, cobertas e caminhas para os animais. Os participantes do movimento foram orientados a usar camisetas na cor branca e também a levarem cartazes ou faixas com o temas de defesa animal. Já os organizadores foram instruídos a vestir camisetas na cor laranja.

Fonte: DM

Defensores dos animais em São Gabriel do Oeste (MS) participam de marcha pacífica

Manifesto em defesa dos direitos dos animais ocorreu em todo o Brasil. Em São Gabriel a marcha percorreu uma das principais avenidas na tarde deste domingo.

Foto: Idest
Foto: Idest

Defensores dos direitos dos animais de São Gabriel do Oeste participaram na tarde deste domingo (25), da Marcha da Defesa Animal, movimento pacífico a nível nacional, criado em defesa dos direitos dos animais, que foi realizado em todo o Brasil neste domingo.

Em São Gabriel do Oeste, apesar do mau tempo e friozinho feito na tarde deste domingo, os amantes e defensores dos animais marcaram presença no movimento, levando seus cartazes contendo frases de protestos e imagens de casos ocorridos recentemente em todo o Brasil de crimes e maus tratos contra os animais.

Ao som do hit “Vou te adotar”, paródia criada pela dupla sertaneja de São Paulo Eduardo e Henrique, como uma referência da música “Te esperando”, do cantor Luan Santana, que foi feita propriamente para o movimento, a marcha em São Gabriel percorreu uma das principais avenidas do município, a Getúlio Vargas, onde os manifestantes com seus cartazes chamavam a atenção da população nas ruas ao gritarem frases contra a impunidade de crimes cometidos contra os animais como “Eu quero justiça, eu não aguento mais, tem que ir para a cadeia quem maltrata os animais”.

Para o manifestante Huilson Pasqualli, que participou da marcha levando com ele toda a família, o movimento é importante para que os direitos dos animais sejam respeitados e eles possam ser tratados com dignidade, afirmando que os mesmos são os verdadeiros companheiros dos seres humanos, sendo assim não podem ser utilizados propriamente como forma de humilhação, escravidão, ou ainda maltratados dando como exemplo o chocante caso do prefeito de uma cidade do Estado do Pará, que incentivava com dinheiro, moradores da cidade a matar seus cães.

“Gostaria que esta manifestação ocorresse sempre aqui no município por ser muito positiva em todos os sentidos, pois os animais dependem da gente, eles não tem ninguém por eles, a não ser nós, então precisamos preservá-los e defendê-los sempre”. Comentou Huilson, um dos apoiadores da causa e também membro da ONG de defesa dos animais de São Gabriel.

Idealizadora do movimento em São Gabriel

Para a idealizadora do movimento em São Gabriel do Oeste Ana Paula M. de Souza, a manifestação atendeu as suas expectativas, apesar do mau tempo feito na ocasião, onde os participantes puderam durante a marcha, chamar a atenção da população nas ruas, para o aumento das penas do novo código penal brasileiro, pedindo também a denúncia de maus-tratos contra animais, e principalmente um basta contra a impunidade.

Questionada sobre a possibilidade de haver outros manifestos no município, Ana Paula confirmou a hipótese dizendo que a previsão é que diversos eventos em defesa dos animais sejam realizados no município, depois que a documentação da ONG for devidamente regularizada. Alguns dos eventos previstos para serem realizados no município segundo Ana, são: uma “Cãominhada”, onde a população poderá levar seus bichinhos em uma caminhada pela cidade, feiras de adoção, além de reuniões da ONG com a participação da população, entre outros eventos.

Ao final da caminhada os participantes da marcha se reuniram na Praça da Igreja Matriz, onde a presidente da ONG “Anjos de Pata” em São Gabriel, Ana Paula, agradeceu a presença de todos e aos parceiros que colaboraram e ajudaram de alguma forma na divulgação e realização do evento.

Fonte: Idest

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo