Cão tem recuperação milagrosa após ser agredido com um machado

           

Por Roberta Oliveira (da Redação – EUA)

Kona: uma lição de superação

No dia 19 de março, um golden retriever chamado “Kona”, sofreu um ataque brutal.

Ricky Lee Knowles da cidade de Orting, Washington (EUA), é acusado de atrair Kona para o seu quintal com petiscos, e atacar o animal com um machado. As informações são do jornal Komo News.

O ataque violento deixou o cão com o crânio fraturado e o maxilar quebrado; mesmo assim, o cachorro sobreviveu. Agora, Kona está tendo uma recuperação milagrosa em um hospital veterinário da região. A equipe encarregada do seu tratamento o considera um “garoto de sorte.”

Kona com os curativos (à esq.); e seu agressor, Ricky Lee Knowles (à dir.)

Não está claro o que fez o vizinho surtar e se voltar com tanta raiva contra o golden retriever. Há um ano atrás, Knowles reclamou dos latidos do cachorro, mas de acordo com o tutor de Kona, Sam Hokanson, esse problema foi discutido e resolvido.

O acusado foi solto sob fiança de US$ 20.000,00.

No dia 20 de março ele alegou ser inocente das acusações de invasão de propriedade e crueldade animal. Os policiais também encontraram veneno de rato e petiscos para cachorro na casa do suspeito.

Fique bom logo Kona!

Veja o vídeo da reportagem (em inglês):

Nota da Redação: Pessoas cruéis podem canalizar seus surtos de raiva para agredir seres inocentes. No caso, os supostos latidos incessantes do cachorro foram utilizados como pretexto para que o agressor em questão pudesse, covardemente, dar vazão à sua crueldade. Cachorros latem por se sentirem sozinhos, entediados ou frustrados, portanto vale a pena verificar o que leva um cão a latir incessantemente, caso ele esteja apresentando esse comportamento. Obviamente atacar um animal NUNCA é a resposta adequada – mas os tutores também devem sempre atentar aos sinais que os animais enviam no intuito de demonstrar alguma necessidade ou carência.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo