Após pressão de defensores dos animais, Amazon retira de site produtos feitos de carne de baleia

           

Por Natalia Cesana (da Redação)

Foto: Everett Kennedy Brown/ Everett Kennedy Brown/epa/Corb

Após os diversos protestos feitos por defensores dos direitos animais, o grupo Amazon retirou de seu site japonês de compras os produtos feitos à base de carne de baleia. As informações são do jornal The Guardian.

A Amazon foi acusada pela agência ambiental do Reino Unido (EIA), depois que 147 produtos que estavam à venda no site japonês, um subsidiário da companhia que fica em Seatle, foram investigados.

Os itens violaram a política da empresa de não fazer propaganda de produtos sem licença ou ilegais, incluindo os que são feitos com espécies animais ameaçadas de extinção, como é o caso de alguns destes artigos, produzidos com carne de baleias minke e fin.

Os links para os produtos, que incluiam bacon de baleia e carne enlatada, estavam ativos até a noite da última quinta-feira, mas foram removidos no dia seguinte, quando o diretor executivo da Amazon, Jeff Bezos, recebeu dezenas de milhares de mensagens de protestos por e-mail, Twitter e outras redes sociais.

“Parabenizamos a ação da Amazon em remover os produtos feitos de carne de baleia de seu site japonês, mas queremos que a empresa confirme que proibirá toda a rede de comercializar itens feitos não só de baleias, mas também de golfinhos e botos”, disse Clare Perry, um militante da EIA.

A agência de investigação disse ainda que os produtos foram comprados no ano passado e que alguns deles continham níveis excessivos de mercúrio. Uma das etiquetas sequer mencionava a espécie que servia de matéria-prima para o produto.

“Em apenas 24 horas, mais de 35 mil apoiadores pediram à Amazon que proibisse a venda destes produtos. A população quer estes animais protegidos, não mortos ou vendidos para que alguém lucre”, comentou Mark Jones, diretor executivo da Sociedade Humanitária do Reino Unido.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo