Cavalos passam sede e fome em São Bernardo (SP)

           

Por Camila Galvez

Foto: Reprodução

Quinze cavalos estão confinados às margens da Estrada Velha de Santos, em São Bernardo (SP), sem comida ou água. Comedouros e bebedouros vazios e ausência de grama no terreno obrigaram os animais a comer pedaços de madeira de um barraco onde vive o tutor dos animais.

Roque Dutra, 57 anos, afirmou que ocupa a área há 25 anos. Ao ser questionado sobre a magreza dos animais, ele disse que dá comida para eles, mas assumiu que está doente e não consegue cuidar deles adequadamente. “Eles comem madeira porque estão estressados.” Há outras criações, como galinhas e patos, mas estes encontram insetos na terra, enquanto os cavalos seguem sem se alimentar. Todos estão pele e osso e alguns têm marcas de feridas no couro.

Uma das veterinárias do Centro de Controle de Zoonoses esteve ali no sábado, acompanhada de dois guardas ambientais. Ela chegou a afirmar que o correto seria remover os cavalos para o CCZ, mas disse que o setor destinado aos animais de grande porte está lotado.

A Prefeitura, porém, explicou que o CCZ só pode remover equinos quando oferecem risco à saúde ou estão em vias públicas. A administração municipal informou ainda que a Secretaria de Gestão Ambiental esteve no local ontem (27) e notificou o tutor dos animais por maus-tratos pela segunda vez. Dutra teria se comprometido a regularizar a alimentação dos cavalos.

Fonte: Diário do Grande ABC

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo