Tratamento em hospital veterinário possibilita casco artificial a jabuti, em MG

           

Uma tartaruga, mais conhecida como jabuti, recebeu um casco artificial depois de longo tratamento realizado no Hospital Veterinário de Uberaba. O animal deu entrada no hospital com queimadura em todo corpo, exceto na cabeça. De acordo com o professor da Universidade de Uberaba, Claudio Yudi, o caso desse jabuti não é comum.

“Trata-se de uma tartaruga terrestre, fêmea, com aproximadamente 8 anos de idade, ou seja, na fase adulta jovem. Quando ela chegou ao hospital estava completamente queimada, com queimaduras que se assemelham às de 3º grau nos seres humanos”, esclarece o professor.

Foto: Reprodução/ uniube.com.br
Foto: Reprodução/ uniube.com.br

Conforme informações, alguém havia colocado fogo no quintal da residência onde o jabuti foi localizado.
Segundo Yudi, o réptil ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), recebendo medicações como antibióticos, soros, anti-inflamatorórios, morfina e curativo local, ficando em observação durante um mês.

“As queimaduras foram tão graves que chegaram a gerar a exposição do osso, além do corte de três patas em decorrência da destruição provocada pelo calor”.

Resina acrílica

Como o casco havia sido totalmente queimado, foi colocada uma resina acrílica plástica, utilizada na odontologia, para substituir a região atingida pelo fogo. “Sem o casco, o animal poderia morrer, uma vez que poderia pegar algum tipo de infecção secundária”, explica Yudi.

Entretanto, mesmo com a colocação da resina, o jabuti ainda teve infecções, mas que foram controladas com antibióticos. “O animal ficou em observação por muitos dias, retornando ao hospital para verificar falhas ou pequenas rachaduras em seu novo casco, o que contribuiu para sua recuperação completa”, finaliza o professor.

Fonte: Jornal de Uberaba

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo