Matança de onças tem ramificações em outros estados, diz Ibama

           

O esquema de venda de safáris descoberto no Pantanal de Mato Grosso do Sul, na semana passada, tem ramificações em outros estados brasileiros. A afirmação é do superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis em MS (Ibama/MS), Davi Lourenço.

Em entrevista ao Bom Dia MS desta terça-feira (10), Lourenço explicou que as investigações foram iniciadas com denúncias de caça em Sinop, MT, culminando com as operações Jaguar I e Jaguar II. Para o Ibama, o mesmo esquema descoberto no Pantanal de Mato Grosso do Sul era vendido, também, em Mato Grosso.

As investigações apontaram, ainda, similaridade entre as duas operações (Jaguar I e Jaguar II). Além do Tonho da Onça, indiciado pela PF como matador de onça, ser figura comum nas duas operações, o superintendente destacou, ainda, a presença de turistas russos e de cães utilizados pelos caçadores. Animais apreendidos na primeira operação são vistos no vídeo apreendido na semana passada.

Para o Ibama não há mais dúvidas sobre a ação de quadrilhas que vendiam o safári no Pantanal. O vídeo descoberto para “vender” o pacote ilegal em inglês e a constatação da presença de “turistas caçadores” nas duas operações, de acordo com Lourenço, comprovam essa tese.

Em relação à época da produção do vídeo utilizado para divulgação do turismo ilegal, o superintendente do Ibama estima em menos de dois anos. A conclusão do laudo pericial da Embrapa Pantanal feito nos dois crânios de onça apreendidos na fazenda também indica que as mortes dos animais ocorreram recentemente. Os técnicos encontraram resíduo de tecido nos crânios.

Fonte: Portal MS

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo