Cerca de 200 cachorros e gatos aguardam adoção no Canil Municipal de Novo Hamburgo

           

Que tal fazer uma boa ação e ter um vira-lata como companheiro?

(Foto: Néia Dutra/GES)

Eles são simpáticos, queridos e ansiosos para doar todo o amor e fidelidade que possuem. Quem não gostaria de ganhar tudo isso? Pois é exatamente isso que os animais de companhia proporcionam aos seus tutores e aos amantes de animais. Para quem está em busca de um bichinho de estimação, o Centro Municipal de Proteção aos Animais (Cempra) de Novo Hamburgo tem quase 200 animais para adoção. Basta levar documentação e assinar um termo de compromisso. “Estamos quase esgotando nossa capacidade. Muitos desses cães foram recolhidos por maus-tratos, atropelamento e por serem filhotes. Nessa época também há um abandono maior dos cães e gatos, pois seus tutores não sabem o que fazer com eles nas suas férias”, explica o assessor executivo da Secretaria de Meio Ambiente e responsável pelo Cempra, Fernando Marco.

Abandono superlota os canis na cidade

Atualmente, no Canil Municipal, são 20 cães, 116 cadelas, 35 filhotes de cão, 1 gato, 11 gatas e 17 filhotes de gatos. De janeiro a dezembro do ano passado, o Cempra registrou o recolhimento de um total de 1.886 cães e gatos e, no mesmo período, 1.345 foram doados. O assessor executivo da Semam e responsável pelo Cempra, Fernando Marco, conta que na época de férias muitas pessoas abandonam seus animais de estimação. “Isso é crime ambiental. A pessoa pode pagar uma multa e sofrer uma pena de 3 meses a um ano de cadeia”, explica. Marco também conta que não é função do canil recolher animais abandonados, apenas os doentes e atropelados, filhotes e atendimento de denúncia a maus-tratos.

Adoção

Marco também afirma que a recomendação é adotar um animal de estimação que já seja adulto. “Assim você não terá surpresas como o animal crescer além do que você esperava”, explica.

O Cempra também possui um histórico de cada animal adulto, que o futuro tutor possa consultar e verificar as principais características do bichinho. Basta levar identidade, CPF e comprovante de residência para a adoção.

Para não abandonar

Em períodos de férias, aumentam consideravelmente os casos de abandono. Na maioria das vezes, porque os tutores planejam suas viagens e não incluem seus animais nesses planos. O período de férias não precisa ser um problema para quem tem animais de estimação. Hoje, já existem hotéis para humanos que também aceitam hospedar bichinhos. Informe-se antes de viajar. Mas se você não pode levar seu animalzinho junto na viagem, peça para alguém da sua confiança, um amigo, parente ou vizinho, que cuide dele no período de sua ausência. Se não houver ninguém próximo que possa ficar com seu animal ou ir até sua casa de graça alimentá-lo, hidratá-lo e dar atenção a ele enquanto você estiver fora, contrate alguém de sua confiança que possa fazê-lo. Hoje também existem hotéis próprios para animais. Informe-se com que já hospedou seus bichinhos para saber qual o melhor estabelecimento.

Fonte: Diário de Canoas

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo