Centro de reabilitação liberta hoje dez abutres em Portugal

           

O RIAS – Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens, sedeado na Quinta de Marim, em plena Ria Formosa, vai libertar hoje, quarta-feira, 26, dez grifos (abutres) na serra de Alcaria Ruiva, no concelho de Mértola.

Estas aves foram recolhidas por equipas SEPNA da GNR e por vigilantes da natureza das áreas protegidas, por se apresentarem debilitadas e desnutridas, depois de terem sido encontradas por particulares em Tavira, Loulé, Vila Real de Santo António, Castro Marim, Faro, Aljezur e Moura.

Encaminhadas para o RIAS, ali sofreram um processo de recuperação que consistiu em alimentação e hidratação, contato com aves da mesma espécie e treinos de voo (no túnel de voo deste centro), encontrando-se agora “aptas para ser devolvidas ao seu habitat natural, num local adequado à espécie”.

Estes animais serão devolvidos à natureza devidamente identificados com marcadores alares, próprios para esta espécie. “Caso estes animais sejam observados no campo após a devolução, estas marcas permitem facilmente um reconhecimento individual”, explica o centro.

Esta ação será desenvolvida também em colaboração com o Parque Natural do Vale do Guadiana (ICNB), e contará com o apoio logístico da Câmara Municipal de Tavira, que providenciará o transporte dos animais.

O RIAS tem como principal função “receber e proceder ao tratamento de animais selvagens autóctones feridos ou debilitados e, sempre que possível, devolvê-los ao seu habitat natural”.

Fonte: Diárionline

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo