O Haiti agora é aqui!

           

Monica Faria
nickmo63@yahoo.com

Várias cidades brasileiras estão debaixo da água, como na Austrália, Alemanha e tantos outros lugares. Cidades que parecem ter ser sido bombardeadas. Cidades onde já falta água encanada, luz, gás, onde a lama e a força das águas a tudo destruíram.

Foto: sem crédito

Locais que além dos prejuízos materiais, contabilizam seus mortos. Mortos humanos, mortos animais.

O instinto de preservação, nessas horas de catástrofe, passa apenas pelos sentimentos humanos. Raros são os casos de humanos que pensam em seus animais e muitos abandonaram seus amigos animais à própria sorte. Animais sobre carros, escombros, com olhar perdido, sem nada entender, sem comer, sem beber.

Foto: sem crédito

Ontem vi uma cena que não me deixava depois pegar no sono. Uma senhora, nos escombros de uma casa que ruía com a força das águas, na Serra Carioca. Ela e seu cachorrinho. Desesperados. Vendo que logo as águas levariam tudo aquilo.

Vizinhos de um prédio também em desespero com a cena, jogaram uma corda para tentar o salvamento dessa senhora. E ela se amarrou como pode e num gesto de amor, agarrou seu cachorrinho e se lançou na correnteza.

Pobre senhora se debatendo ali, mas sem forças para manter seu amigo nos braços. A força das águas em fúria arrancaram seu amigo de seus braços e o pobrezinho foi engolido, arrastado pelas águas. Aposto como ela no momento em que era içada, agradecia por sua vida, mas estava ao mesmo tempo com seu coração despedaçado ao ver seu amigo seguir para a morte.

Nas serras cariocas muitos animais: cavalos, galinhas, porcos, cães, gatos, vacas. Vidas! Perdidas!

Foto: sem crédito

Nas cidades eles podem tentar fugir, para ruas que não estão alagadas, como por exemplo em nossa cidade, e precisamos, além de sermos solidários com os humanos, como estamos sendo, sermos solidários aos animais também.

Não nos custa oferecer água limpa e um punhado de ração a tantos que foram deixados para trás.

Nas cercanias da Rua do Porto, em Piracicaba (SP), muitos estão perambulando sem rumo, perdidos, com fome, sede e medo.

E na serra fluminese, eles cercados por morros que desabam a todo instante, para onde fugirão? Onde buscarão comida?

A tragédia está instalada, mas gostaria de lembrar a todos, que nesse Planeta, através de nosso Criador, tudo e todos tem seu valor, sua importância.

Foto: sem crédito

A vida importa!

Seja de um ser humano, seja de um animal.

Tenho amigos na cidade de Nova Friburgo. Não consigo nenhum contato desde ontem às 19 horas, momento em que tive as primeiras notícias da tragédia que se abateu na região serrana do Rio de Janeiro.

Estou arrasada com as cenas que vi!

Dormi numa casa íntegra, em cama seca, minha despensa tem comida, meus nove animais estão em segurança. Mas estou sofrendo por cada um, por cada família, por cada animal.

Hoje meu coração está de luto.

Monica Faria
Piracicaba/SP

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo