Maioria dos cães dorme dentro de casa, aponta pesquisa

Segundo pesquisa, 23% dos animais dormem dentro dos quartos

Cadelinha Liz dorme na cama com a estudante Letícia Miranda. (Foto: Paulo Augusto)

Uma pesquisa divulgada pela Comissão de Animais de Companhia (Comac), a Radar Pet, mostrou que 55% dos cães dormem dentro de casa e 23% dentro do quarto, a maioria na cama do tutor. Em quase todos os casos, a história é a mesma. Os tutores adquirem o cão filhote e, para que eles não chorem a noite toda, acabam colocando o animal na cama. Um hábito difícil de mudar quando o cão entra na fase adulta.

Liz está com 5 anos e, desde filhote, dorme com sua tutora, a estudante Letícia Regina Tavares de Miranda. A jovem conta que, quando a cadela chegou em sua casa, tinha medo de ficar sozinha. “No começo eu tentei colocar um som baixinho para ela não chorar, mas a única coisa que a fazia parar era quando eu a colocava na minha cama”, disse.

A estudante afirma que ama dormir ao lado de Liz e está sempre alerta com a saúde e higiene da cadela para tê-la em sua cama. “Eu sempre olho se ela tem feridinhas no corpo, raramente saio com ela para passear. Geralmente só ando com ela no carro ou no colo. Além disso, ela adora tomar banho e está sempre cheirosa”, afirmou Letícia Miranda.

Cuidados com a saúde do animal

Segundo a veterinária Ronivaina Almeida, desde que sejam tomados cuidados com a saúde do animal, não há perigo de colocá-los para dormir na cama. “Mas é preciso que o cão ou gato esteja com o cartão de vacina em dia, esteja sempre protegido com medicamentos que combatem pulgas e carrapatos, tomem vermífugos a cada três meses e que faça consultas regulares ao veterinário”, afirmou.

A veterinária só contraindica animais na cama de tutores alérgicos a pelo ou que estejam com a imunidade muito baixa.

Para dormir com o assessor de imprensa Luiz Márcio Ferreira Torido, a pit bull Siri recebe um tratamento VIP na família. A cadela de grande porte é mansa e criada dentro da casa do assessor, cercada por mimos. “A Siri toma banho toda semana, escova os dentes e recebe todos os cuidados necessários para não ficar doente. Nesses dois anos ela nunca teve carrapato ou pulga. Não me importo que ela durma na minha cama”, disse o assessor.

Com informações de Correio de Uberlândia

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com