Cães permanecem na UFF da Praia Vermelha (RJ) e ganham canil

           

Permanência dos bichos na instituição após tanta polêmica teve um final feliz. Cães terão moradia garantida na instituição. Projeto de extensão prevê parceria com a Vet-UFF

Líderes do movimento de luta pela permanência de cães no campus da Praia Vermelha da Universidade Federal Fluminense (UFF) e representantes da instituição decidiram, em reunião na Reitoria, em Icaraí, RJ, que os animais podem permanecer no pátio da UFF. Também foi acertada a criação de um canil e de um projeto de extensão voltado para os alunos da Faculdade de Medicina Veterinária da UFF (Vet-UFF).

Permanência de cães no campus é comemorada por defensores dos bichos e simpatizantes da causa. (Foto: Saulo Cunha)

Para a líder do movimento, a empresária Adriana Lima, de 42 anos, o “reconhecimento” destes animais pela faculdade é justificado.

“Estes cães vivem há  mais de 15 anos na UFF e, por isto, vão receber coleiras com o símbolo da Vet-UFF e poderão se tornar mascotes da instituição. Hoje é um dia de muita felicidade, porque foram diversas conquistas” comemorou Adriana Lima, que durante um bom tempo cuidou e adotou os cães “Amarelinho” e “Negão”, “despejados” da universidade.

Ainda de acordo com a empresária, a presença e o apoio de um professor de engenharia foram fundamentais para a permanência dos animais.

“A princípio,  ele era contra, mas depois que acompanhou nossa luta e viu que estávamos fazendo aquilo pelo bem-estar dos animais, não mediu esforços para nos ajudar. Sou muito grata a ele”, comentou a empresária.

O advogado Roberto Ramos foi o representante do movimento de luta pelos animais e destacou que, no próximo ano, a parceria entre comunidade e a universidade vai ser fundamental para o bem-estar dos cachorros.

Além do advogado, estiveram presentes na reunião o professor e assessor da reitoria Paulo César e a chefe de gabinete Mara de Lucca.

Fonte: O Fluminense

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo