Ex-toureiro renuncia à matança e torna-se vegetariano e defensor dos animais

Por Jennifer O’Connor (PETA)
Tradução de Giovanna Chinellato (da Redação)

Álvaro e seus cães

Preparando-me para ouvir a uma entrevista com Álvaro Múner – que já foi chamado de El Pilarico (espanhol para o astro das touradas) – eu estava certa de que iria odiá-lo. Mas depois que Múnera foi chifrado por um touro e ficou condenado a uma cadeira de rodas, ele refletiu sobre seu passado cruel com arrependimento sincero e renunciou às touradas. Hoje, esse vegetariano defensor dos animais está lutando para banir esse passatempo bárbaro.

Em uma conversa decisiva com a Radio Holanda, Múnera contou como as expectativas de seu pai e a admiração errônea do público o impulsionaram a continuar matando bois. Ele é assombrado pelos animais que matou, particularmente uma “vaca de treino” que ele assistiu morrer (e que, mais tarde ele descobriu, carregava um bezerro no ventre) e o touro que lutou para viver mesmo com uma espada perfurando seu corpo de um lado a outro. Múnera se sente genuinamente arrependido pelos animais que torturou, e sua história prova como o coração e o pensamento de uma pessoa podem mudar.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com