Polícia apreende 243 aves e animais mortos em rinha de galos

           

Cerca de 243 aves foram apreendidas nesta quarta-feira (20) em um sítio na zona urbana do município de Timon, (MA), cidade vizinha a Teresina, (PI), onde funcionava uma rinha de galos. Algumas aves estavam cegas, com vários ferimentos por conta dos maus-tratos e até mesmo por conta das rinhas.

Animais eram confinados em ambientes minúsculos (Foto: Divulgação)

No local também foram encontrados viveiros, gaiolas e animais mortos, constatando que o ambiente servia de rinha e de matança de animais.

O proprietário do sítio, identificado como Mário Wilson Lima Ferro Cabral foi indiciado e deve responder criminalmente pela pratica de crimes contra a fauna, abuso e maus-tratos de animais domésticos e silvestres. No flagrante o proprietário do sítio não apresentou qualquer autorização ou licença expedida por órgão público para a criação de grande quantidade de aves sob a forma como fora encontrada em seu estabelecimento.

Animais são torturados e confinados pelos exploradores (Foto: Divulgação)

Os animais encontrados foram levados para local apropriado pela Secretaria do Meio Ambiente de Timon, inclusive os filhotes de galos que estavam presos em uma espécie de gaiola.

A polícia acredita também que além dos animais apreendidos no sítio o local servia de abrigo para tráfico de animais e abatedouro envolvendo mais pessoas no crime ambiental.

O local onde os animais foram encontrados mais parecia um centro de horrores (Foto: Divulgação)

A operação da polícia foi realizada pelos investigadores da Polícia Civil do 1º. DP de Timon, juntamente com o Secretario Municipal de Meio Ambiente de Timon, Williame e servidores da Vigilância Sanitária do Município de Timon.

O sítio foi localizado no bairro Mateuzinho, após uma denúncia de que no local funcionava uma rinha de galos. Na entrada da chácara havia uma placa com o nome “Vivero Flor e Vida”.

Fonte: Portal AZ

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com